domingo, 29 de março de 2015

Miniatura DC Série Especial Nº 03 - Crocodilo

Miniatura DC Especial Nº 03 - Crocodilo

A Coleção de Miniaturas Marvel e DC seguem seu curso de sucesso no Brasil e a Eaglemoss vem cumprindo a sequencia de lançamento das peças Especiais divulgada em julho de 2014. Da Marvel: Destroyer, SentinelaMojo, Arcanjo (a mesma peça lançada anteriormente do Anjo, só que com uma cor diferente (Azul)), Galactus, Ronan, Rino, Skurge, Homem-Coisa, Ka-Zar e Zabu, Manto e Adaga. E da DC: Apocalypse, Darkseid, Antimonitor, Batman em sua motocicleta, Crocodilo e Centenial Park Superman

Dentre as Especiais da DC hoje veremos o selvagem, brutal e superforte Crocodilo, um dos vilões da exótica e bizarra galeria de malfeitores do Homem-Morcego.

Miniatura DC Especial Nº 03 - Crocodilo

Confesso que quando adquiri a peça ela não me chamou muita atenção. Talvez a coloração verde escura e contínua dificulte a percepção dos detalhes da modelagem. Ao fotografa-la para essa matéria, no entanto fiquei surpreso com a quantidade de detalhes ligados à anatomia do vilão. Músculos bem definidos, dentes à mostra, escamas e garras.

Miniatura DC Especial Nº 03 - Crocodilo

Outro destaque é a coluna de escamas que pode ser vista na região das costas. Protuberâncias bem alinhadas e contínuas que lembram perfeitamente a região costal dos crocodilos e jacarés, trazendo uma aversão à qualquer olhar humano. Gostei também da modelagem do "shorts" usado pelo vilão, com definição dos bolsos, braguilha, passadores de cinto e pontas desfiadas. A postura curvada do personagem, bem como sua ligeira inclinação de cabeça para a esquerda (quando observado de frente), deixa-o com a atitude de busca e atenção tão comum em répteis. Excelente!

Miniatura DC Especial Nº 03 - Crocodilo

Embora muitos possam pensar que o Crocodilo seja um crocodilo mutante, ou mesmo algum outro tipo de animal, na verdade isso não é verdade. Waylon Jones (o Crocodilo) já foi um ser humano fisicamente igual à todos nós na infância. Vítima de uma doença degenerativa, Jones nasceu na região dos pântanos da Flórida e foi criado por uma violenta tia alcoólatra. A manifestação da doença já se iniciou logo que o pequeno Waylon atingiu a idade escolar. Sofrendo bullying continuamente em casa e na escola, o garoto passou a frequentar cada vez mais os pântanos, onde conseguia se sentir melhor, longe de tudo e de todos.

Miniatura DC Especial Nº 03 - Crocodilo

A aparência de Waylon ia se transformando muito lentamente, de maneira que ele ainda conseguia frequentar escolas comuns. E foi nesse ambiente que o garoto se envolveu em uma briga após se defender de garotos que o afugentavam. Ao machucar muito um deles, Waylon foi enviado para um reformatório  onde seu ódio pela humanidade aumentava cada vez mais, junto com sua auto-repulsa, em função de sua aparência. No reformatório ele começou a cometer pequenos roubos e delitos até se envolver em algum ato ilícito que acabou no assassinato de um casal (Joseph e Trina Todd). Preso pelo crime o jovem Crocodilo foi preso e cumpriu pena por 20 anos.

Miniatura DC Especial Nº 03 - Crocodilo

Ao sair da prisão a doença de Waylon havia progredido e o aspecto e cor de sua pele já se aproximava cada vez mais da cor e textura de um réptil. Passando um temporada trabalhando em um circo, Waylon logo percebeu que desejava retirar mais da vida e da humanidade que tanto o machucara. Esse sentimento o levou à Gotham City, local que abrigava a maior coleção de pessoas bizarras e más de que ele já tinha ouvido falar. Iniciando sua carreira no submundo da cidade sob o pseudônimo de Crocodilo alcançou certa visibilidade passando a ser combatido pelo Cruzado Encapuzado e por fim trancafiado no Arkham.

Miniatura DC Especial Nº 03 - Crocodilo

O vilão ainda teve grandes embates com o parceiro de combate ao crime do Homem-Morcego, Robin, sendo por fim preso em Blackgate, prisão de segurança máxima para criminosos de alto poder. Antes dos Novos 52, o Crocodilo teve participação em importantes arcos de sucesso envolvendo o Batman, dentre eles Batman: A Queda do Morcego de 1993, Inferno na Terra e Batman: Silêncio, ambos de 2003.

Miniatura DC Especial Nº 03 - Crocodilo

Waylon Jones teve sua aparência ainda mais transformada nos últimos anos com o avanço de sua doença, evoluindo com a protusão de sua mandíbula, desenvolvimento de dentes longos e pontiagudos, garras nas mãos, além da capacidade de regeneração de partes do corpo.

Fruto de um mundo cheio de raiva e pouco acolhedor ao que é diferente, o Crocodilo só conseguiu desenvolver ódio e rancor em sua alma, transformando-se cada vez mais em um animal por dentro e por fora. É isso aí amigos, e que venham mais Especiais!

12 comentários:

  1. Boa tarde amigo Marcelo,

    Adorei a miniatura de hoje, e os comentários também!
    Esta figura tentei comprar por 2 vezes no e-bay mas sempre dava algum problema e acabava o estoque ou coisa parecida.
    Fiquei muito feliz quando lançaram aqui.
    Por ser especial, percebesse a grande diferença entre o Dr. Connors Homem Lagarto da Marvel e o Crododilo da DC.
    Gostei muito dos detalhes das costas e das garras.

    Esse é um personagem que me intriga. Quando comecei a acompanhar o batman, sempre achei que fosse um mutante... em outras HQs ele é retratado como um homem negro forte e com varias feridas na pele. Também já li recentemente uma HQ que ele ganhou um rabo ( acho que foi nos novos 52 se não me engano... mas não me lembro se é parte de experimentos científicos ou se é biorobótico...)

    Enfim nos meus 2 anos de leitura, começo a perceber que cada roteirista acaba trabalhando as características dos personagens da forma que preferem.. daí o estilo e a preferência de cada um..

    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Denis...

      Blz, amigo!? Fico contente que tenha curtido a matéria.

      Pois é... É uma peça que de início não me chamou a atenção. Porém, hoje percebo vários detalhes interessantes. Você tem toda razão sobre a comparação entre o Crocodilo e o Lagarto da Marvel. A diferença é gritante.

      Sobre o segundo ponto que vc comenta, é interessante notar que muitos roteiristas acabam tendo carta branca da editora para trabalhar de forma mais livre alguns personagens. Se a mudança for consistente e mais do que isso, cair no gosto dos fãs daí a alteração acaba entrando para o "Cânon" do personagem. Lembro que no passado ocorreram fatos na vida do Peter Parker que depois foram apagados. Um exemplo disso foi a revelação da identidade do Homem-Aranha durante a saga Guerra Civil.

      Particularmente eu acho que os experimentalismos deveriam ficar para as minisséries. Onde o roteirista teria uma grande liberdade para interagir com o personagem. Nos anos 90 por exemplo saíram várias minisséries do Batman. Inclusive tem uma em que ele habita uma Terra distópica e ele é tipo um seminarista em um mundo governado pela Igreja. Depois ele descobre a podridão de tudo e se volta contra o sistema. Chama-se TERROR SAGRADO. É muito interessante.

      E aí Denis? Quando você vem à São Paulo pra gente bater um papo que nem naquele dia?

      Valeu!

      Grande Abraço!

      Marcelo.

      Excluir
  2. Curti a matéria. Como sempre. Gostei da miniatura, recebi ontem a minha. Quanto ao personagem, não colocaria ela na lista de especiais. Quando vi a lista das miniaturas especiais não consegui enxergar motivos pra que o Croc estivesse na lista. Vejo muitos outros heróis ou vilões que poderiam ser "mais especiais". O que torna ele especial? Qual o critério, na sua visão, para que um personagem esteja nessa coleção especial? Seria o poder? o quão icônico o personagem é?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Daniel...

      Blz?

      Então... O critério estabelecido para a inclusão de determinado personagem no segmento ESPECIAL da coleção é o antropométrico, ou seja, peso e altura dos personagens. Assim, personagens de maior estatura e peso foram incluídos no segmento diferenciado da coleção chamado de ESPECIAL. Pelo menos essa foi a explicação oficial dada pela Eaglemoss na Europa por ocasião do lançamento da coleção por lá em 2004 aproximadamente.

      Foi daí que se derivou o nome MEGA-ESPECIAL, ou seja, personagens que teriam a estatura GIGANTE (ou seja, ainda maiores). Ex. Galactus, Vigia, Gigante (Hank Pym)...

      Aqui no Brasil, infelizmente, eles decidiram lançar todas as peças de maior estatura com o selo de ESPECIAL, não diferenciando as ESPECIAIS das MEGA-ESPECIAIS. O que achei algo não muito bom, pois em geral as MEGA-ESPECIAIS sairão por aqui com um preço mais elevado (imagino eu), já que são personagens GIGANTES e muitas vezes o colecionador não entenderá o porque dessa diferença, já que ela vem classificada simplesmente como ESPECIAL. Caso viesse como MEGA-ESPECIAL pelo menos o colecionador já identificaria a diferenciação entre ESPECIAIS e MEGA-ESPECIAIS.

      É isso aí!

      Abc.

      Marcelo.

      Excluir
  3. Olá Marcelo

    Mais uma vez parabéns pelo post. Essa Edição Especial eu perdi nas bancas daqui das terras Tupiniquins Acreanas e então resolvi esperar seu post pra ver se valia a pena "cofrar" ela.

    Pelo visto preciso mesmo comprar. Parece estar bem construída e estruturada. Olhando suas fotos e comparando com as especiais da Marvel, percebe-se que as miniaturas da DC vão além no quesito qualidade x tamanho.

    Digo isso pelo fato de se compararmos por exemplo o Hulk com o Salomão Grundy, que seriam humanos (será?) com maior estatura (Hulk 2,13m) x (Grundy 2,26m), fica visível que a proporção da DC é maior e talvez por isso seja possível enriquecer mais as miniaturas, com exceção do Super Homem, minha maior frustração.

    Mas enfim, obrigado pelo post, por sinal utilizo seu blog como ferramenta de consulta para adquirir miniaturas, e fico ansioso a cada semana aguardando uma novidade.

    Um grande abraço

    Esnaider

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Esnaider...

      Blz, amigo!?

      Agradeço muito seu comentário e fico contente que tenha gostado. Principalmente porque te ajudou a decidir a compra da peça. Como comentei na matéria, confesso que de início era uma peça que não me chamou atenção. Talvez por tudo ser muito verde e ficar difícil de ver detalhes. Porém, ao fotografa-la para a matéria pude ver esses detalhes.

      Sobre a escala entre figuras Marvel e DC inicialmente eu achava que era só impressão da galera, porém atualmente percebo que não é. Parece que as peças da DC são mais robustas mesmo. Talvez a escala até seja a mesma, porém a modelagem dos músculos é mais detalhada e avantajada. Não sei bem. Mas a percepção é real mesmo.

      Superman foi uma frustração para muitos. Talvez haja alguma explicação da Eaglemoss, porém eu não sei qual é. Cheguei até a pensar que talvez quiseram retratar o Superman da Era de Ouro, que possuía um porte não tão musculoso. Mas não sei. rs rs rs

      Valeu pelas visitas Esnaider. Espero sempre contar com sua participação, pois o que mais gosto mesmo é debater essas coisas com os amigos aqui nos comentários.

      Grande abraço!

      Marcelo.

      Excluir
  4. Olá Marcelo, tudo bem?
    Já viu esta lista aqui?
    http://www.graphicnovelcollection.com/titles.html
    A lista completa com extensão da coleção de graphic novels Marvel. (para o Reino Unido)
    Meu sonho de consumo, e seria um presentaço de Natal se a Salvat confirmasse a extensão aqui no Brasil, não acha?
    Abs., Carlos - São Paulo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Carlos...

      Tudo bem?

      Puxa... Muito legal essa página. É a oficial da coleção inglesa me parece mesmo. Vivemos num momento incrível para quem curte HQs clássicas. Histórias que lembrávamos e sempre queríamos e agora as temos com ótimo acabamento. Eu como vc torço para a continuidade, sem dúvida!!

      Valeu pela dica!!

      Grande abraço!

      Marcelo

      Excluir
  5. Mais um personagem do universo do Batman que sofreu inúmeras reformulações. Essa peça é fantástica! Muito bem detalhada! Um abraço Marcelo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Marcelo...

      É verdade. Muitas mudanças. Também gostei da peça, mas demorou um pouco. Eu fui aos poucos percebendo os detalhes cada vez mais e fui gostando.

      Valeu!

      Marcelo.

      Excluir
  6. Bela reportagem Marcelo, tenho essa peça aqui também e gostei muito. O que me decepcionou nesses especiais, não são as peças, e sim o estoque das mesmas, pois a Eaglemoos mal disponibiliza ela no site e já acaba, o que nós obriga a comprar imediatamente. A Eaglemoss ainda acha pouco e não divide o valor, mesmo sendo no cartão, o que é um absurdo, pois a grande maioria dos colecionadores não compra só miniaturas. Para vc ter uma ideia vinha conseguindo comprar todas as especiais, mas na do MOJO, eu recebi a propaganda da Eaglemoss no meu e-mail e quando entrei, quase que imediatamente após o recebimento do referido e-mail, já não tinha mais em estoque. Se uma empresa não tem condições de disponibilizar peças em quantidade suficiente para os seus colecionadores, é melhor fechar as portas. Abraços e parabéns pelo Blog.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá amigo Marcílio...

      Blz?

      Valeu!

      Realmente acho que a procura tem sido mesmo grande dessas peças. Você tem razão. Mal colocam elas já acabam. Acho que com o Galactus será bem por aí também.

      Acho que a Eaglemoss não tinha ideia da grandiosidade do nosso mercado. Nosso país tem proporções continentais e acho que, por ser europeia, eles nunca tinham lidado com isso. Esses dias um amigo meu me falou que a Eaglemoss vem tendo muitos problemas para liberação das peças no Porto pela polícia federal (pois elas vem de fora), em função da burocracia avassaladora do Brasil.

      Acredito que esses dois fatos combinados geram esse tipo de situação: a enorme demanda do Brasil pelo produto e as dificuldades impostas nas questões de importações.

      Valeu Marcílio. Grande Abraço!!

      Marcelo.

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Posts Relacionados