Translate

sexta-feira, 13 de dezembro de 2019

Miniatura DC Nº 31 - Aquaman

Miniatura DC Nº 31 - Aquaman

Criado ainda na Era de Ouro dos Quadrinhos (1938-1956), Aquaman sempre foi um personagem à beira do triunfo. Um herói com todas as prerrogativas dramáticas para se tornar um imenso sucesso. Embora visto na maioria das vezes como coadjuvante, ele tem uma mitologia própria que contempla uma trajetória digna de um grande personagem. Criado pelo grande editor da DC Mort Weisinger, Aquaman nasceu na efervescência de uma Era que, sob o peso da 2ª Guerra Mundial, testemunhou a criação de semideuses (Superman, Batman, Mulher-Maravilha, Capitão América...). Weisinger tem em seu currículo a co-criação de outros importantes personagens como Arqueiro Verde e o Flash da Era de Ouro Jay Garrick. Hoje veremos as características da peça de Nº 31 da Coleção de Miniaturas da DC Eaglemoss e desbravaremos um pouco da mitologia deste que é um dos membros fundadores da Liga da Justiça América.

Miniatura DC Nº 31 - Aquaman

Em minha opinião a peça apresenta Aquaman em uma postura digna e que honra seu título de grande soberano dos mares. Sua posição altiva, segurando o grande Tridente, lhe confere ares de realeza e ao mesmo tempo de combate. Gostei bastante também da malha dourada amarelo ouro na peça. Além de compor seu traje original, a pintura da malha está muito bem feita e a presença das escamas devidamente destacada. A luvas verdes, em consonância com a malha verde das calças, traz o detalhe de barbatanas na parte posterior dos antebraços e da perna. Um detalhe que possui não apenas objetivo funcional para auxiliar no nado, mas também faz alusão à barbatana de predadores dos mares, como o tubarão, por exemplo. 

Miniatura DC Nº 31 - Aquaman

O tridente apresenta-se bem modelado, e as lanças que o compõe estão devidamente distintas, e os detalhes circulares, como se fossem anéis na região superior, média e inferior do cabo, evocam um estilo épico Art Deco. A pintura está bem delimitada e não ultrapassa os limites de cada item da indumentária. A modelagem das feições está aceitável, diferentemente de algumas peças da Coleção de Miniaturas Marvel da Eaglemoss, que trazia as feições um pouco deformadas. O rosto do Aquaman aliás pode muito bem ser atribuído ao ator e nadador Buster Crabbe. Intérprete de personagens importantes no cinema nos anos 30, dentre eles Tarzan, Flash Gordon e Buck Rogers. A musculatura está bem definida na peça, sobretudo a do tórax, que se projeta de forma muito mais avantajado do que os membros inferiores. Característica esta, marcante em nadadores de longa data em função da hipertrofia da musculatura ventilatória e de membros superiores.

Miniatura DC Nº 31 - Aquaman

Mas qual a história de Aquaman? Podemos dividi-la em duas, o Aquaman da Era de Ouro, cuja origem estava ligada ao seu pai, um importante explorador dos oceanos que descobre a cidade perdida, submersa e em ruínas de Atlântida. Ali, o pai do herói estabelece sua morada em uma casa à prova d´água onde passa a estudar os manuscritos e a ciência da outrora metrópole. Graças a segredos antigos descobertos, o pai de Aquaman ensina o pequeno filho a viver e respirar embaixo da água. E não apenas isso, o herói passa a deter força sobre-humana e sentidos que o permitiam (nessa versão inicial) "falar" literalmente com os animais do oceano, já que ele seria também versado na língua deles. As histórias desta versão foram publicadas ao longo da revista More Fun Comics, sendo que sua primeira aparição ocorreu no Nº 73 de novembro de 1941. A maioria dos vilões que Aquaman combatia eram nazistas em suas embarcações (U-Bots). Após a Guerra seus vilões converteram-se em piratas modernos, ameaças à vida marinha e às rotas das embarcações. A base de operações do herói era um solitário trono escondido em meio à cidade submersa.

Miniatura DC Nº 31 - Aquaman

Com a chegada dos anos 60, uma verdadeira revolução instalava-se no meio quadrinístico capitaneada pelos editores Julius Schwartz na DC e Stan Lee na Marvel. Vários heróis foram resgatados da Era de Ouro e reinventados sob uma nova perspectiva, mais científica e "pé no chão". Aquaman também teria então sua origem recontada. Nela, uma rainha de Atlântida chamada Atlanna concebeu um menino loiro a quem deu nome de Orin. Em função de uma superstição milenar ligada à "cabelos loiros", Orin foi abandonado em um recife para morrer. Orin, no entanto não morreu, mas foi adotado por golfinhos que o ajudaram a sobreviver no hostil oceano. Em sua adolescência Orin conheceu um solitário zelador de farol chamado Arthur Curry, que viria a ensinar-lhe várias coisas acerca do mundo da superfície, dentre elas seu idioma e costumes. Esta experiência ao lado de Arthur, gerou em Orin uma profunda empatia pela amabilidade humana, sobretudo quando guerreiros Atlantes descobriam Orin e o atacaram. Nesta ocasião, Arthur não apenas defendeu Orin, mas deu sua vida por ele.

Miniatura DC Nº 31 - Aquaman

Após a morte de seu mentor, Orin foge e passa a ser caçado por Atlantes que por fim o prendem em uma prisão em Atlântida, onde recebe o uniforme de prisioneiro de malha amarela. É na prisão que ele conhece Vulko, outro prisioneiro que o ensina o idioma Atlante. O jovem herói descobriria que sua mãe Atlanna estaria na mesma prisão que ele, mas infelizmente ela é morta antes que ele pudesse conversar com ela. Foi neste ponto que o herói foge da prisão e em uma incursão na superfície conhece o herói Flash, com o qual passa a ter uma amizade que o introduz ao mundo dos heróis da superfície. Orin, que adotara o nome de Arthur, se juntaria à outros grandes heróis fundando nesta época a Liga da Justiça da América e ganhando a alcunha de Aquaman. Já maduro, e com suas emoções controladas, Aquaman retornaria à Atlântida, encontrando-a sob um novo governo do qual seu antigo Vulko fazia parte. Aquaman descobriria também suas origens reais e seria então convidado a se tornar Rei. Foi nesta época que ele se apaixona pela linda Mera e tem seu filho Arthur Curry Jr.

Miniatura DC Nº 31 - Aquaman

Mas foi justamente nesta fase que uma das maiores tragédias dos quadrinhos se abateu sob Aquaman, o assassinato de seu pequeno e inocente filho pelo vilão Arraia Negra. Um evento que tenho dificuldade de aceitar até hoje pela sua brutalidade. O consenso atual sobre Aquaman é um pouco diferente desta origem da Era de Prata. Considera-se que o herói é na verdade filho de um relacionamento entre Atlanna e o faroleiro Tom Curry. Esta alteração na sua origem tem sido aceita e até foi representada no filme que trouxe Jason Momoa no papel do herói. Há diversas outras idas e vindas na mitologia do herói que, se expostas trariam maior dificuldade para seu entendimento. Esta intrincada mitologia é algo característico a todo herói antigo que passou por inúmeras fases e Eras e teve seu perfil alterado para expressar determinado pensamento da época vigente. Particularmente gostaria de ver Aquaman cada vez mais como protagonista, e posso dizer que as melhores adaptações do personagem foram aquelas retratadas nas Animações da DC Liga da Justiça Guerra, Trono de Atlântis, Ponto de Ignição, Liga da Justiça Deuses e Monstros e na Série Animada Liga da Justiça dos anos 2000. Estas animações conseguiram captar exatamente a essência do personagem, afastando-o completamente de qualquer aspecto piegas, sem subverter seus atributos originais, como o filme com Jason Momoa acabou fazendo em minha opinião.

Miniatura DC Nº 31 - Aquaman

Aquaman é sem dúvida nenhuma um monarca ao melhor estilo épico, e não precisaria ser transformado em um personagem superficial, fanfarrão e inconsequente como foi no filme da DC dirigido por James Wan. Em minha opinião sacrificaram características essenciais do personagem para agradar a expectativa atual, o que poderia muito bem ter sido feito sem precisar desconfigura-lo. Haja vista a interpretação de Chris Evans para o Capitão América.

Bem amigos... é isso aí. Um grande abraço à todos!

Um comentário:

  1. Miniatura linda! Eu curti a personalidade do Aquaman do Jason Momoa,representá-lo como o devido rei imponente será a evolução do personagem nos filmes da DC, tenho certeza

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Posts Relacionados