segunda-feira, 31 de dezembro de 2012

Destaques de 2012 - Quadrinhos e Filmes



O ano de 2012 foi marcado por promessas apocalipticas... Bem, sobre elas não posso discorrer muito, mas em matéria de quadrinhos 2012 recebeu, sem dúvida nenhuma, uma avalanche de lançamentos sem precedentes. Podemos dizer, sem sombra de dúvida, que o Brasil vem experimentando uma variedade de títulos como nunca presenciamos. Separei alguns deles para comentar rapidamente aqui. Longe de ser uma lista das melhores publicações, ela é na verdade, uma lista de coisas que comprei e que me chamaram atenção. Encontram-se listadas aqui algumas publicações que lí e que mereceram meu destaque, outras no entanto eu ainda não tive tempo de ler, porém serão vistas aqui por conta de terem chamado minha atenção e pelo fato de que deposito nelas grande expectativa!

O Universo Noir constitui-se em uma ideia, interessante em minha opinião, que vem sendo bem conduzida. A premissa básica é ambientar conhecidos heróis do panteão Marvel nos violentos anos 30. Esse ano destaco os lançamentos:

- Homem-Aranha Noir : A Face Oculta (Fevereiro). O Cabeça de Teia aparece aqui em um formato mais violento e sério. Gostei bastante!


- Homem de Ferro Noir, Wolverine Noir e X-Men Noir (Julho, Agosto e Novembro, respectivamente) eu não conseguí ler, porém permanece minha expectativa.


Não tenho experiência quase que nenhuma com o Universo Ultimate da Marvel, mas sem dúvida nenhuma o relaçamento de "Supremos 1 e 2" (versão violenta do Vingadores do Ultiverso) foi um evento que marcou os meses de Junho e Julho. Caso você não tenha comprado esse relançamento é uma das últimas chances. Ainda é possível encontrar em lojas especializadas!























- Coleção Histórica Marvel (CHM): uma das grandes surpresas de 2012. Alternativa mais barata do que as luxuosas "Bibliotecas Históricas Marvel", a CHM traz histórias primordiais (algumas inéditas no Brasil) de personagens emblemáticos da Marvel (Capitão América (Abril), Thor (Maio) e Homem de Ferro (Junho)) e dos Vingadores (Agosto). A Coleção vem acompanhada de uma linda caixa para acondicionar os encadernados. E mais, um valor relativamente baixo para cada volume (R$ 22,90!) considerando a raridade!


  

- Coleção Marvel De Luxe: Essa é uma coleção que muitos apostavam que não vingaria, principalmente pelo preço elevado (à semalhança das Bibliotecas Históricas), no entanto foram um sucesso de vendas. Minha opinião é a de que, pelo fato de relatarem de forma fechada e compactada os principais eventos da Marvel dos últimos anos, muitos compraram. Abaixo coloco os lançamentos desse ano desta coleção: Os Novos Vingadores - Motim! (Fevereiro), Capitão América - A Morte do Sonho (Maio), Invasão Secreta (Julho) e Os Novos Vingadores - Guerra Civil (Agosto).













































- Universo X (Abril): O distópico e triste futuro dos heróis marvel apresentado em Terra X (primeiro encadernado) ganhou sua continuação aqui no Brasil. Gostei bastante de Terra X, por isso sou suspeito para falar desta continuação. É para mim uma grande expectativa!


- Motoqueiro-Fantasma: Estrada para a Danação (Fevereiro): Estrada para a Danação foi uma ótima surpresa. Depois de 02 filmes pífios e muito abaixo da expectativa sobre o "Motoca", essa HQ conseguiu resgatar a dignidade que o personagem merece. Com uma história honesta, a HQ traz a atmosfera a qual o Motoqueiro pertence. Embora muitos não gostem da simbiose entre o desenho tradicional e o digital (Clayton Crain) eu não tenho nada contra e achei o resultado muito bom em Estrada para a Danação.



- Loki (Novembro): Embora seja uma HQ de 2007 acho que vale a pena fazer menção aqui sobre o relançamento de Loki, argumento de Robert Rodi e desenhos do fantástico Esad Ribic. Uma obra-prima da 9a Arte!! Mesmo que você seja alguém que não conhece ou não curte tanto HQs, ler LOKI será uma experiência inesquecível.


- Biblioteca Histórica Marvel - Homem Aranha Volume 04 (Agosto): A luxuosa e cara série Biblioteca Histórica Marvel (BHM) tem uma trajetória de sucesso nos Estados Unidos, aqui em nosso país seu sucesso é mediano, seu valor, porém é inestimável. A BHM são maravilhosos encadernados trazendo as primeiras histórias dos grande heróis da Marvel. No Brasil já tivemos o lançamento de diversos volumes cobrindo parte do panteão de super-heróis. Em 2012 o lançamento foi de apenas uma: BHM Homem-Aranha. Esse volume traz as histórias finais da parceria entre Stan Lee e Steve Ditko (primeiro artista a desenhar o Aranha) lançadas em 1966. Raridade!! Vale o investimento!!


E na DC? Bom... Na DC tivemos o famigerado Reboot (reinício), discutido aqui no blog em uma série de matérias que fiz em Maio e em Agosto (Parte I e Parte II). Outros Blogs e Sites Especializados também tiveram suas acaloradas discussões. Hoje sabemos que, ao que tudo indica, não ocorreu nenhum surto criativo ou quebra de paradigmas com o Reboot, sendo assim tudo pareceu um golpe caça-níquel! Afora o Reboot posso destacar pelo menos dois grandes laçamentos:

- Batman: O Filho do Demônio (Setembro): Relançamento da história clássica (publicada originalmente em 1989 aqui no Brasil) que mostra o embate entre o Morcego e o genocida Ra's Al Ghul. Além disso, traz o relacionamento amoroso entre Bruce Wayne e Talia (filha de Al Ghul). Esse relacionamento frutificaria em Damian, violento e irascível filho de Batman, atualmente visto nas histórias do Cruzado Encapuzado.


- Grandes Astros Superman (Outubro): Nessa ótima história, Grant Morrison tem novo surto de genialidade (muitas vezes intercalado com fases nem tão geniais assim). Morrison narra o ocaso desse grande ícone da 9a Arte vítima de um câncer, sem dúvida nenhuma um dos pontos altos da DC no Brasil em 2012!!


- Fora do circuito Marvel/DC tivemos o aplaudido "Astronauta - Magnetar". Nessa HQ o Astronauta, famoso personagem da Turma da Mônica, encontra-se já adulto em uma missão no espaço profundo. Com uma abordagem adulta sobre o personagem, Danilo Beyruth (Roteiro e Desenhos) conduz Magnetar à um novo patamar. Todos nós que crescemos lendo alguns personagens emblemáticos em nosso país, sempre quisemos uma abordagem assim!! Nota 10!!


Bom... Obviamente ocorreram diversos outros lançamentos que não aparecem aqui e que mereceriam até mais destaque do que esses, porém não tive contato com tais HQs sendo assim coloco aqui aquelas que dentro do meu gosto pessoal foram destaque.

Quanto aos filmes não fui um frequentador assíduo dos cinemas, mas tive algumas surpresas boas que agora divido aqui.

- Os Vingadores (Abril): Sem dúvida nenhuma Os Vingadores transformou-se em um dos mais rentáveis filmes de super-heróis de todos os tempos, mas não é isso que fez desse filme um ótimo filme. O segredo foi o respeito que pela primeira vez a indústria do cinema mostrou pela mitologia original dos heróis. A transposição quase irretocável da história dos Vingadores foi o segredo do sucesso. Clássico!



- Prometheus (Junho): O combalido universo de Alien é novamente oxigenado de forma muito boa nesse filme que narra eventos ocorridos nos primórdios de nossos tempos. Ridley Scott (embora muitos não concordem) revigora a franquia de forma inteligente ao não se deixar seduzir pela tecnologia e resolver contar uma história em que inquietantes perguntas são o pano de fundo para o enredo. Gostei bastante e reacendeu minha esperança de ver filmes verdadeiros de ficção científica, não apenas filmes genéricos sobre o tema. Grande destaque!!


 - Batman: O Cavaleiro das Trevas Ressurge (Julho): Christopher Nolan encerra sua sombria trilogia do Homem-Morcego. Muitos defendem que o universo dos heróis deve conservar sempre as cores vivas e amenas dos quadrinhos de super-heróis de nossa infância. Não concordo com isso, se temos hoje a 9a Arte ganhando espaço é justamente porque visões como a de Nolan e Zack Snyder com Watchmen vieram à tona. A Trilogia de Nolan merece todo crédito!!


- Juiz Dredd (Setembro): Juiz Dredd (nada a ver com o filme idiota de Stalone lançado no passado) é um filme honesto e fiel aos quadrinhos (mídia de origem do personagem). Violento e cheio de ódio Dredd aparece muito bem caracterizado na fria interpretação de Karl Urban. Infelizmente Juiz Dredd apresentou baixa bilheteria. Azar o nosso, pois não veremos provavelmente uma continuação. Esse é um daqueles filmes que daqui uns 10 anos quem não viu por ocasião de seu lançamento descobrirá o quão bom é e dirão: "É um Clássico!!!".



- 007 - Operação SkyFall (Outubro): Daniel Craig interpreta um James Bond sem "fru-frus" ou amenidades, como eu espero de um agente secreto treinado no limite da sobrevivência. A trama, o 007 de Craig e a incrível música de Adelle transformaram esse filme em um dos melhores representantes do universo de James Bond. Impossível não reconhecer alí a influência da Trilogia Bourne. 007 Operação SkyFall foi uma ótima surpressa!!


- O Hobbit - Uma Jornada Inesperada (Dezembro): O novo filme do mítico universo de Tolkien aparece com força. Embora muitos tenham reclamado da expansão do roteiro em cima da história original o filme é bom e me agradou. Elementos da filosofia de Tolkien foram respeitados e as grande interpretações dos atores principais renderam um filme consistente. Vale a pena!!


Todos esses destaques obviamente fazem parte de meu gosto pessoal. Longe da pretensão de transformar essa lista no supra-sumo de 2012 no que se refere à quadrinhos e cinema, ela é na verdade a expressão de coisas que me fizeram feliz em 2012. Sendo assim sobrepõe-se meu gosto à aspectos técnicos e acadêmicos sobre o tema.

A Coleção de Miniaturas Marvel foi para mim o grande evento do Colecionismo em nosso país em 2012. Dado sua importância não seria justo falar dela em uma postagem tão extensa como essa. Sendo assim, falarei, opotunamente, sobre a coleção trazendo uma revisão de sua trajetória em 2012!

Desejo à todos um 2013 muito bom e pródigo em saúde e coisas que realmente valham a pena serem vividas que, embora muitos não acreditem, são as coisas pequenas e sagradas do dia a dia.

30 comentários:

  1. Marcelo,

    Depois comento tua postagem. Por hora, quero te desejar uma boa passagem de ano e te agradecer pelas belas palavras que me deixaste no meu blog.

    Sem dúvida que há muito mais do que vemos e sabemos neste mundo - talvez estejam fora de nosso alcance no momento, porque não saberíamos o que fazer e poderia intereferir em nosso processo de aprendizagem. Mas acredito que tudo será de nosso conhecimento na hora certa. É muito fácil acreditar no que está à vista e palpável. Difícil mesmo é exercer a fé e o amor mediante o que não vemos, sentirmos bem e mostrar o quanto é bom, para que outros mirem-se em nós e também façam o mesmo.

    Desejo que em 2013 você seja alvo de muitas transformações boas, exemplo de muitas qualidades e virtudes e que sua vida prospere mais e mais.

    Desejo tudo o que há de bom, com as bençãos do que há de mais sagrado e divino.

    Feliz novo ano, Marcelo, a você e toda a sua família!

    Fabiano Caldeira.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Fabiano!

      Valeu mesmo. Que em 2013 estejamos fortalecendo amizades sinceras e continuemos desenvolvendo nossos gostos.

      Desejo tudo de bom para vcs e seus amigos e familiares. Esse ano de 2012 foi marcado por amizades aqui na internet que tenho aprendido a valorizar cada vez mais, sobretudo porque são destituidas de qualquer interesse aparente, trazendo honestidade e verdade nos comentários.

      Grande abraço pra você!

      Marcelo.

      Excluir
  2. Oi Marcelo, Feliz Ano Novo e que 2013 seja um ano de muita saúde e prosperidade para todos nós.
    Bela retrospectiva 2012, vi nela muitas coisas com as quais tenho afinidade, gostei de ver suas palavras sobre Homem-Aranha Noir, a Coleção Histórica Marvel, Batman O Filho do Demônio, Motoqueiro Fantastma e Magnetar. Claro que não tive contato com os demais títulos que vc mencionou, gostaria de comprar e ler Os Supremos e os outros da série Noir também. Quem sabe em 2013? Abraços e parabéns pelo blog e muito sucesso para o ano que está chegando.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Paulo...

      Muito obrigado pela presença e comentários! Essa seleção como disse acima é formada por títulos que fizeram minha alegria em 2012, não podia deixar de dividir isso com vocês. Alguns deles estão aqui para eu ler ainda, mas desde o início chamaram minha atenção, por isso estão presentes. Quero ver se nesses primeiros dias de 2013 eu consigo!

      Como disse antes, desejo à você e seus familiares um bom 2013! Que possamos fortalecer vínculos e termos muita saúde!

      Tudo de bom!!

      Marcelo.

      Excluir
  3. Legal a retrospectiva. Bem organizada, bons resumos.

    Não falo muito isso por aí, mas tenho um pé atrás com Os Supremos. Gosto da série. Tenho os dois encadernados publicados pela Panini. Mas é tudo muito cinematográfico e isso já está cansando um pouco. As HQs parecem storyboards para cinema, no geral. Tudo que o Millar escreve é assim.

    Abç, Marcelo!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E aí Kleiton! Blz?

      Olha... Minha experiência com o Universo Ultimate é quase nula. Lembro-me de me sentir um pouco desconfortável com a leitura que os roteiristas dessa linha deram à alguns personagens emblemáticos da Marvel (Ex.: Capitão América). Sentí que estava lendo sobre outro personagem e não sobre o Capitão. Acabei assim perdendo um pouco o interesse.

      Não lí os Supremos mas assistí ao Desenho (gostei). Lembro-me de que quando saiu esses dois encaderandos foi uma comoção geral nos lugares em que passei, sendo assim eu os incluí na lista pois minha expectativa é grande em cima deles!

      Não gosto muito dessa aproximação dos quadrinhos com a linguagem cinematográfica. Para mim tinha que ser o contrário: O cinema é que tinha que se aproximar dos quadrinhos e não o contrário. Enfim... É a indústria correndo atrás do que dá mais dinheiro.

      Valeu Kleiton!!

      Marcelo.

      Excluir
  4. de todas essas hqs mencionadas.... minhas favoritas do ano são:

    -Coleção Hist. Vingadores
    -Biblioteca do Aranha 4
    -Loki

    essas aí pra mim foram o supra-sumo da marvel este ano!!!

    qto aos filmes, os úniucos q ainda não assisti foram: 007 e hobbit...

    com os demais, concordo com sua análise (foram realmente ótimos)!!

    gostei mto de todos os filmes baseados em gibis deste ano (sendo os melhores: Vingadores, Aranha, Batman, e dredd)!!!

    Feliz 2013, Marcelo... e boas festas!!

    Abração!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeu Léo! Bom 2013 pra vc também cara!!

      Olha pra mim meus destaques dos destaques:

      - Coleção Histórica Marvel.
      - Estrada para a Danação.
      - Homem-Aranha Noir.

      Não sei porque, mas nos cinemas eu gostei muito do Juiz Dredd. Achei muito bom e fiel. Talvez em um mundo onde tudo seja moldado para dar mais dinheiro, surpreendeu-me um filme que ousou ser bem fiel aos quadrinhos.

      Vingadores e Batman dispensam comentários! Mas quanto ao filme do Aranha não sei se é por conta de toda merd#%*@ que tão fazendo com o coitado que eu meio que andei mudando meu "chip" em relação ao personagem. Achei que faltaram alguns elementos no filme. Mas sem dúvida é uma diversão sim!

      Abção, Léo.

      Marcelo.

      Excluir
    2. Olá Marcelo tudo jóia?
      Estou peneirando seu blog! Na verdade encontrei o site por causa das miniaturas Marvel & DC (na qual estou torrando todo dinheiro possível ;) ). Não sabia dessas resenhas de quadrinhos; sou péssimo em relação aos universos e histórias paralelas e publicações de quadrinhos. Na verdade comecei a me interessar mais depois de conhecer o seu blog,
      vou buscar me antenar mais e tentar iniciar coleções de quadrinhos também, quando possível me indica como começar. Personagem favorito Batman, Superman e Capitão América -- gostava muito do Homem Aranha (mas este personagem está um saco desde a invenção do desenho novo do Ultimate Spiderman e do Noooooovooo filme do Homem Aranha.. (o qual detestei... tá certo tem algumas coisas legais.. mas em geral não gostei.. o Lagarto parece um mistura psicológica de Duende Verde e físicamente do Freeza do Dragon Ball Z, Abraços

      Excluir
    3. Opa! Valeu pelo comentário Denis!

      Fico bem feliz que vc esteja se interessando pelo universo das HQs amigo. Olha... No que eu puder ajudar pode contar comigo com toda certeza!

      Atualmente a Marvel está bem no meio de uma Mega-Saga intitulada "Vingadores x X-Men". Estou te dizendo isso porque ela deve terminar até o final do ano e, ao final dela, ocorrerá importantes mudanças no Universo Marvel o que acarretará no lançamento de algo que ficou conhecido lá fora como "Marvel Now".

      Nessa evento "Marvel Now" todas as revistas da Marvel serão zeradas e muita coisa começará do zero. Sendo assim se há um momento interessante para alguém começar acompanhar seria por ocasião do início do Marvel Now. Aqui no Brasil a Panini possivelmente dará o nome de "Nova Marvel". Seria uma dica.

      Quanto à DC, vale lembrar que há mais ou menos um ano seu Universo foi zerado (como eles dizem foi um "Reboot"). Todas as revistas da DC foram re-iniciadas. Como faz cerca de um ano que isso aconteceu aqui você consegue encontrar as revistas a partir do número 01 em muitos lugares. Aqui em São Paulo mesmo creio que dá para comprar os números atrasados pela Comix. Do universo DC atual pós-Reboot eu gostei da Linha do Batman: "A Sombra do Batman" e a própria revista do morcego "Batman". Liga da Justiça também está interessante.

      Porém, creio que os destaques maiores foram para alguns encadernados que saíram por aqui esse ano a saber:

      - O Que Aconteceu ao Homem de Aço (que narra a última história do Superman). Escrita por ninguém menos que Alan Moore.

      - O Que Aconteceu ao Cavaleiro das Trevas de Neil Gaiman.

      - Superman: Origem Secreta.

      - Grandes Astros Superman de Grant Morrison.

      - Mais recentemente: "JUSTIÇA" de Alex Ross.

      - Os Livros da Magia de Neil Gaiman.

      - Da Marvel eu destacaria a nova fase do Demolidor que saiu que sariá em encadernados trimestrais por aqui. O 1º saiu há uns dois meses.

      Olha... Com certeza há mais algumas coisas, mas posso ir te passando com calma!

      Abção!

      Marcelo.

      Excluir
  5. Olá Marcelo,

    Muito boa a postagem, ótima retrospectiva das novidades do ano... Creio que o melhor filme de todos foi o "Batman"...

    E a surpresa boa foi "Magnetar"... Um bom roteiro transforma em clássico qualquer personagem... Muito bom mesmo...

    De resto, um ótimo e próspero ano novo para você e toda a sua família...

    2013 começa hoje e que você comece bem de saúde, tranquilidade e tudo de bom...

    Um grande ano com muitas opiniões por aqui... Estarei sempre acompanhando...

    Do seu amigo,

    Daniel

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeu Daniel!!

      Obrigado pelo comentário e palavras!

      O Batman realmente foi um belo filme. O Nolan alçou o personagem à novos patamares cinematográficos. Concordo.

      Assino embaixo do que vc diz "Um bom roteiro transforma em clássico qualquer personagem...". Sem um bom roteiro sabemos que efeitos especiais e tecnologia ficam totalmente vazios. Em quadrinhos a premissa é a mesma. Não adianta ficar recheando com violência desenfreada, ideias fantásticas demais e outros artifícios de vendas se a "alma" (o roteiro) não for bom. Magnetar sem dúvida nenhuma abre, na minhan opinião, uma nova vertente aqui no Brasil. Espero que os próximos roteiristas que trabalharão nos roteiros dos próximos personagens da Turma da Mônica nessa série de Graphic Novels sigam essa abordagem do Danilo Beyruth.

      Valeu Daniel... Com toda certeza seguiremos trocando opiniões!!

      Abc.

      Marcelo.

      Excluir
  6. "E a surpresa boa foi "Magnetar"..."...

    Para mim, também. Adorei essa HQ! Aguardo as próximas do novíssimo selo MSP.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo Kleiton... Acho essas releituras de peronagens (quando bem feitas) algo que chama duplamente a atenção.

      Primeiro porque muitos vão querer ver seu personagem querido da infância já adulto, o que aconteceu com a gente também, ou seja, crescemos. Nada mais instigante do que ver o que teria acontecido ao nosso amigo de gibis se ele crescesse também.

      Segundo lugar chama atenção porque mesmo que o leitor não tenha afinidade com determinado personagem re-trabalhado, quando a história for boa os leitores correrão atrás.

      Ideia muito boa essa da MSP. Resta saber se os próximos seguirão essa mesma linha do Danilo Beyruth. Posso estar errado, mas pelo pouco que sondei por aí me parece que os demais personagens que serão abordados (Piteco, Chico Bento) não acompanharão a idéia do Beyruth. Pareceu-me que os outros roteiristas farão releituras próprias desses personagens em seu estado natural (a infância). Mas posso ter entendido mal.

      Eu gostaria muito de ver um Chico Bento crescido e envolvido com a temática Rural, tão séria hoje em dia em nosso país, como por exemplo a questão da reforma agrária, êxodo rural, violência crescente no campo... Enfim... Muita gente talvez acharia que poderia descaracterizar o Chico, eu já acho o contrário. Taria "alma" e credibilidade à ele.

      Valeu Kleiton!!

      Marcelo.

      Excluir
    2. Marcelo,

      quanto ao Chico Bento, pelo que vi de esboços de Gustavo Duarte, a "pegada" será bem diferente do que o realizado em Magnetar. Certamente, será uma história no universo infantil, divertida e no traço do Gustavo, e totalmente muda. É a HQ que mais estou aguardando, junto a elaborada pelos Vitor Caffagi.

      Esse viés do Chico envolvido com a vida rural "adulta" será abordada em Chico Moço (a versão mangá/teen do personagem). Nas HQs dessa versão mangalizada, o Chico cursará agronomia na Cidade na intenção de retornar à Vila Abobrinha e ajudar o lugar com seus conhecimentos...

      Isso é o que ouvi dizer por aí e o que notei pela prévia em Chico Bento 50 Anos...

      Abç!!!!

      Excluir
    3. Bom... Parece legal essa versão "Chico Moço". Na verdade não sei porque, mas não gosto muito de Mangás. Teria que fazer um esforço para ler essa do Chico. Não é preconceito, simplesmente não me atrai mesmo aqueles traços ao estilo mangá.

      De qualquer forma parece uma boa proposta essa que vc coloca sobre a vida adulta do Chico.

      Quanto à do Piteco eu ví uma "chamada" de sua Graphic Novel e me pareceu que ele estava em uma situação mais séria. Por isso tive a impressão de que a do Piteco terá uma "pegada" mais adulta.

      Abc!!

      Marcelo.

      Excluir
    4. "Na verdade não sei porque, mas não gosto muito de Mangás."

      Noto que não dá para casar isso: quem gosta de HQ, dificilmente gosta de mangá, com pontuais exceções. São linguagens bem distintas. Conto nos dedos os títulos em mangá que gosto/gostei.

      Abç!

      Excluir
    5. Oi Kleiton...

      Também não sei explicar essa questão de porque quem gosta de HQ em geral não gosta de Mangá. Confesso que já tentei ler mas não rolou. A linguagem é diferente mesmo. No entanto isso me intriga!

      Acho que renderia boas teorias!

      Abc.

      Marcelo.

      Excluir
  7. Nossa! Que matéria belíssimamente extensa!

    Vamos às minhas considerações:

    Quadrinhos de super-heróis - Quanta coisa! Talvez foi o ramo que mais me surpreendeu este ano, pois os encadernados e até mesmo os lançamentos das mensais e a coleção e miniaturas vieram para mostrar que o público ainda quer e consome esses heróis. Houve um certo tempo que até considerei que este seria um nicho em decadência, mas parece que estive enganado. O que observo é que há veteranos que compram por alguns motivos diversos e também um púlibco novo que vem aderindo, vindo dos filmes para o cinema e das postagens feitas em todos os lugares da internet. Muito bom!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Fabiano!

      Pois é! Realmente Super-Heróis ainda mexem com o imaginário coletivo! Poderíamos especular muito a respeito disso, a começar por questões mais pessoais, psíquicas e de escapismo. O fato é que estão em alta, realmente. Um dos motivos desse ramo vir apresentando sinais de revigoramento é a forma como esses heróis vem sendo tratados. Mais próximos de todos nós.

      Indivíduos adultos gostam, creio eu, sobretudo pelo caráter afetivo e por uma certa dose de saudosismo. Acredito também que adultos que gostam, o fazem em função de uma sensibilidade maior, por terem um olhar mais simples e singelo sobre as coisas.

      Fico triste quando vejo que as editoras sacrificam (às vezes sem piedade) aspectos importantes da mitologia do personagens em função dos novos leitores e do novo mercado. Sei que existem questões mercadológicas que não podem ser esquecidas, mas... Para nós, leitores antigos, é uma dor muito grande! À exemplo do que a Marvel fez com Homem Aranha.

      Fico contente que tenha curtido meus destaques!

      Abc. Marcelo.

      Excluir
  8. Astronauta-Magnetar - Parece que a MSP está disposta a investir nesse tipo de abordagem de seus personagens. Acredito que todos lucram com isso, a MSP, nós, os vendedores... muito boa a iniciativa! É preciso agora ver as outras - que sairão ao longo do tempo - para formar um balanço dessa empreitada.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, concordo.

      O Kleiton já adiantou acima que a próxima do Chico Bento contará uma história ambientando-o em sua infância. A do Piteco, que já ví também que sairá nessa linha eu ainda não sei que tipo de abordagem darão.

      Fiquei bem animado, de qualquer forma!

      Excluir
  9. Sobre os filmes no cinema, bem... eu vou dizer minha opinião de que o você listou vai de encontrou ao que penso que destacou-se de melhor durante esse ano que passou. Há ainda "Bsstardos Inglórios" que tem sido muito comentado desde a entrega do Oscar, mas eu não me lembro se chegou a ser exibido nos cinemas do Brasil.

    Uma observação muito minha: eu olho pra esse Thor e lembro das paquitas da Xuxa. Esquisito isso, talvez algo devesse ser diferente nesse figurino, pois o mesmo não acontece com o desenho. Sei lá...

    Sobre o Batman, eu já vi algumas vezes os dois primeiros na TV a cabo. Na minha opinião, Batman sempre teve bons filmes. Essa trilogia deve ser muito boa, já que gostei muito dos dois primeiros. Aliás, no primeiro, achei muito cansativa toda a história e preparação de Bruce em se tornar o Batman. Mas, depois que tudo finalmente deslanxou, quando eu consegui não dormir mais, vi uma história muito envolvente com o espantalho e muitas situações interessantes com os personagens. O segundo filme, achei praticamente perfeito. Adorei o coringa do Jack Nicholson. No entanto, o Coringa do Health Ledger casou muito bem com toda a diferença atmosférica envolvendo essa produção.

    Agora, só agora, eu me lembrei do Homem-Aranha. Ainda não vi o filme, mas pretendo. Estou mantendo minha cabeça neutra, sem expectativas, para digerir melhor o conteúdo do filme. Mas já sei que muita gente não gostou. Parece que o público ficou bem divido entre essa nova produção e aquela outra, a anterior.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente Bastardos Inglórios foi muito bom. Não me lembro se ele é de 2011 ou 2012.

      Em relação à uniformes acho que sempre será uma questão difícil. O Mundo dos Heróis possui uma perspectiva toda diferenciada. Creio que para que aqueles uniformes que vemos nas páginas das revistas funcionarem em nosso mundo, tudo teria que ser mais Violento e Obscuro do que é. E olha que nosso mundo anda bem violento. Digo isso porque daí esses uniformes funcionariam como uma Bandeira do heroismo ou representações de grandes ideais. Já pensei muito nisso antes. Transpor com credibilidade uma idumentária creio ser uma tarefa difícil mesmo! rs rs Pra mim os melhores uniformes são os clássicos mesmo. Mas é claro que há aqui uma dose de saudosismo da minha parte.

      Acredito que essa Trilogia do Batman sintetiza do que chamamos de "Espírito do Tempo". Ou seja, o Espírito de nosso tempo. Tempos mais complexos e com vilões menos definidos. Isso atingiu seu ápice no personagem Coringa do Heath Ledger. Mais especificamente em uma fala em que ele diz não se interessar por dinheiro... Na verdade ele seria apenas um "Agente do Caos". Tal fala sintetiza para mim exatamente o que acontece em certa medida em nosso mundo hoje. Há agentes do caos espalhados por aí sem objetivo algum (claro que eles se escondem atrás de pretensos objetivos), mas na verdade não há nenhum! A não ser a disseminação do Caos!

      Olha o filme do Aranha para mim ainda é uma incógnita! Há traços legais, mas há também a ausência de uma maior densidade no personagem. Como vc ainda não viu não vou ficar falando muito. Depois podemos retomar esse assunto.

      Excluir
  10. Sobre 007, eu nunca parei pra ver, então não tenho opinião formada. E O Hobbit é um filme que quero ver ainda no cinema. Vamos ver meus compromissos, se me permitirão. Espero que sim.

    Ufa! Que beleza de postagem! Parabéns!
    Espero que em 2013 você continue assim, Marcelo. É tão bom entrar em um blog e ver que a pessoa fez aquilo com o coração, e encontrar linhas onde há verdade naquilo que ela passa, sem se preocupar em agradar à industria, empresa ou a qualquer outra coisa que seja.

    Tenho tido muita sorte ultimamente em encontrar lugares como o teu e alguns outros que frequento. Continue assim, por favor!

    No mais, reitero meus votos de muita felicidade, muitas coisas boas em 2013, que possamos todos aprender e saber repassar o que temos de melhor a quem está à nossa volta.

    Abraços. Fabiano Caldeira.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olha... Em relação ao 007 eu gostei bastante. Sobretudo pela interpretação do Daniel Craig, que se mostra, ao mesmo tempo mais durão que os demais 007s, mas ao mesmo tempo mais humano, pois se machuca pra caramba ao longo do filme.

      O Hobbit você assistirá e espero que comente depois o que achou. Acredito ser importante assistir como vc comentou acima, sem pré-conceitos formados. Tenho fortalecido cada vez mais a ideia de que bons atores e bons roteiros são a alma de um filme. Efeitos especiais e tecnologia são só pano de fundo.

      Agradeço muito sua palavras Fabiano. Sabe que hoje peguei algumas estatísticas aqui do blog e identifiquei que a partir do momento que comecei a escrever sobre coisas que realmente eu gostava, sem nenhuma pretensão de agradar ninguém, as visitas subiram muito. Achei isso muito interessante e percebi que quando fazemos aquilo que gostamos, com sinceridade, honestidade e sobretudo sendo fiel ao que há dentro da gente isso serve como um catalizador para atrair gente legal.

      Comentei recentemente com o Wellington Macgaren que vamos ficando cansados de gestos aprendidos e repetidos dentro de uma conveniência social. Vamos nos tornando despersonalizados à medida que fazemos as coisas com o principal objetivo de agradar a tudo e à todos. O caminho da verdade pessoal tem sido meu farol.

      Agradeço mesmo sua amizade e da galera por aqui. Penso como vc: que em 2013 aprendamos juntos a sermos pessoas melhores, tentando unir o difícil binômio "Honestidade Pessoal/Amabilidade".

      Um grande abraço, valeu mesmo!!

      Marcelo.

      Excluir
  11. Ótima postagem heim!
    Seu blog está cada vez mais melhor. Parabéns!
    É realmente muito bom te ler.
    Abraços! Que todos os dias de 2013 sejam abençoados repletos
    de paz, amor, felicidades e sonhos realizados pra vocês.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que legal ver você por aqui!! Vc não sabe como fico feliz!!

      Pelo jeito chegaram bem de viagem!

      Realmente... Que 2013 seja bom para todos nós.

      Amo você!

      Excluir
  12. Respostas
    1. Ah! Nem se preocupe. Digitar é assim mesmo! Eu escrevo e quando mando postar aí vejo o que saiu!

      A gente nem percebe!

      Gde. Bjo.

      Marcelo.

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Posts Relacionados