domingo, 15 de maio de 2016

Miniatura Marvel Nº 51 - Nick Fury

Miniatura Marvel Nº 51 - Nick Fury

Um dos grandes responsáveis pelo sucesso da Marvel em revitalizar os quadrinhos durante a 1ª metade dos anos 60, foi o talento inato de Stan Lee e Jack Kirby (entre outros) ao conseguirem sintetizar em um personagem a quintessência de um determinado "tipo". Personagens megalomaníacos, reclusos, monstros, religiosos, eternos, deuses, adolescentes, famílias... Todas as características que compõem um determinado "tipo", e que em geral estão diluídas em meio à sociedade à nossa volta, eram filtradas, decantadas e destiladas em cima de um determinado personagem por Lee e Kirby. Nick Fury é por assim dizer o tipo "Soldado Durão", "Beberrão", "Briguento", "Selvagem", "Mulherengo", "Letal" e com um senso do que é certo e errado. Ao longo de sua carreira nos quadrinhos, Fury ainda evoluiria para um outro "tipo" pelas mãos do aclamado Jim Steranko (desenhista/roteirista). Fury ainda encarnaria com perfeição o típico "Espião" perfeito da Guerra Fria. Senhoras e senhores... aqui vai o espião supremo: Nick Fuy!!

Miniatura Marvel Nº 51 - Nick Fury

A miniatura de Nick Fury traz o famoso espião já em sua indumentária da fase de Steranko (2ª metade dos anos 60). Fase em que Fury encarnaria o papel pelo qual foi mais conhecido, o de espião. Uma malha rodeada de correias brancas para sustentarem diversos coldres e bolsas de guerra. O personagem aparece aqui portando duas pistolas com silenciadores, nada mais oportuno para o visual de agente secreto. O cabelo castanho ficou bem pintado em sua delimitação com as mechas brancas inferiores. Além disso, as características anatômicas estão condizentes com o personagem visto nos quadrinhos.

Miniatura Marvel Nº 51 - Nick Fury

As feições de Fury não estão perfeitas, no entanto reconheço que não é a pior peça da coleção neste quesito. Em uma inspeção na estante considero que Nick Fury talvez não seja a figura mais imponente ou que chame mais atenção do observador. Mas isso realmente não é problema, pelo contrário, o visual de Fury é mesmo discreto e nada possui de espalhafatoso ou incomum. Sendo ele um personagem humano e sem poderes especiais (exceto pelo seu envelhecimento retardado) essa é a forma correta de retrata-lo.

Miniatura Marvel Nº 51 - Nick Fury

Nick Fury foi criado em 1963 por Lee e Kirby e apareceu pela 1ª vez na revista Sgt. Fury & His Howling Commandos Nº 1. De início Fury foi retratado retroativamente como líder de um lendário batalhão da 2ª Guerra Mundial conhecido como Comando Selvagem. Executando missões suicidas com poucas chances de sucesso, Fury alcançaria fama e medalhas por sua coragem e bravura, tendo inclusive lutado ao lado do Capitão América e seu parceiro Bucky Barnes, além de conhecer Logan em sua fase Pré-Wolverine. Nesta fase ele lutou contra grandes nomes da vilania nazista da Marvel, a saber: Barão Wolfgang Von Strucker, Barão Heinrich Zemo e até o próprio Caveira Vermelha.

Miniatura Marvel Nº 51 - Nick Fury

Com o fim da 2ª Guerra Nick Fury seria recrutado para investigar o assassinato, pelas mãos de agentes da HIDRA, do Diretor (Rick Stoner) de uma agência chamada SHIELD. Fury concluiu habilmente essa tarefa, chegando à conclusão de que o assassino era ninguém menos que Jake Fury (seu irmão). Foi nesse enfrentamento que ele recebe um tiro no olho, passando então a usar seu icônico tapa-olho. A escolha para substituir o Diretor Stoner foi óbvia para o governo: Nick Fury. Arrogante, bruto e com uma dificuldade para respeitar políticos profissionais, Fury tentaria se livrar da indicação, porém sem sucesso. Os roteiristas das histórias de Nick Fury enfrentariam então uma dilema. Como explicar o não envelhecimento do agora Coronel Fury se estávamos nos anos 60? A resposta veio por meio do que ficou conhecido como Fórmula do Infinito.

Miniatura Marvel Nº 51 - Nick Fury

Durante seus primeiros anos na 2ª Guerra Mundial, Fury teria sido ferido mortalmente e resgatado pela resistência francesa. Seus salvadores o levaram ferido até o médico local (Berthold Sternberg), que trabalhava em uma fórmula para retardar o envelhecimento. O jovem Fury foi então inoculado sem seu consentimento com um soro que, além de ajuda-lo a sobreviver dos ferimentos, passaria a conserva-lo jovem. Porém, com um preço: ele teria que usar anualmente uma nova dose da fórmula para manter seus efeitos. Assim, Sternberg chantageou financeiramente Fury ao longo de décadas para liberar sua dose anual. Toda esta inserção retroativa na história de Fury permitiu então que o personagem vivesse aventuras comandando a SHIELD ao longo dos anos 60 ainda com aparência jovem. Foi nessa fase como espião que o lendário Jim Steranko assumiu o personagem. Steranko introduziu diversos elementos importantes para a história e mitologia de Fury. Mas nada se igualava à sua arte vanguardista.

Miniatura Marvel Nº 51 - Nick Fury

Steranko já fora músico, tendo inclusive tocado com Bill Halley and His Comets, além disso já tivera problemas com a polícia. Toda essa "vibe" desajustada era reflexo do inconformismo do desenhista. Inspirando-se em artistas de renome, como por exemplo Andy Warhol, Steranko trouxe o psicodelismo e uma profunda sensibilidade à arte e às histórias de Nick Fury. Se você quer conhecer essa fase do personagem não perca o próximo volume (edição VIII do segmento Clássico) da Coleção de Graphic Novel da Salvat (capa preta). Este volume trará parte desta fase de Steranko. Um material clássico imperdível e inédito no Brasil!! Menção honrosa aliás à forma incrível como Steranko retratava as mulheres nas histórias, verdadeiras "Deusas" (!!). Menção mais honrosa ainda devo fazer à personagem Valentina Allegra de Fontaine, a famosa "Val", par romântico de Fury e uma mulher que emana sensualidade em cada página.

Miniatura Marvel Nº 51 - Nick Fury

Embora a Marvel (por motivos mercadológicos) considere atualmente outro Nick Fury, negro e filho do Nick Fury clássico, para mim este aqui será o eterno Nick Fury. Foi ele que construiu toda uma mitologia, foi ele quem vivenciou aventuras incríveis ao lado de personagens míticos e, portanto, para mim este será sempre o verdadeiro Nick Fury. É isso aí amigos!!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Posts Relacionados