quarta-feira, 8 de agosto de 2012

Boa Leitura: Vingadores Nº 102


Do que é feita uma boa História em Quadrinhos?

Bem... Já me fiz essa pergunta uma centena de vezes e a resposta, como é de se esperar, é complexa. Não existe uma fórmula mágica. Caso existisse ela já teria sido descoberta. Eu tenho algumas respostas pessoais para essa pergunta, porém ela não se resume à um item apenas. Manoel  de Souza, editor da Revista Mundo dos Super-Heróis escreveu no Nº 17 da revista, uma matéria honesta, sensível e muito interessante sobre o tema na seção "Etc & Tal" (uma das útlimas páginas desse Nº). A partir dessa leitura comecei a refletir sobre esse tema e aproveito para dar os parabéns ao Manoel pela forma como discorreu sobre o assunto.

O fato é que de vez em quando nos deparamos com um gibi que nos chama atenção com uma história interessante e cheia de momentos críticos, ação, capacidade de revelar dilemas humanos comuns a todos nós ou simplesmente nos divertir! A partir disso resolvi abrir aqui no blog uma coluna na qual pudéssemos discutir "O que é uma boa HQ" e eu compartilhasse com todos o que eu tenho lido e gostado recentemente. Tenho alguns critérios que futuramente gostaria de ir comentando aqui nessa nova seção que chamei de "Boa Leitura!".

Não me arrisco à fazer comentários técnicos sobre as histórias porque para isso existem amigos com mais experiência que eu e que já fazem isso em muitos blogs ótimos. Não me atreveria a isso! Mas resolvi sim falar de algumas revistas que tenho lido e que me chamaram atenção ao trazerem de volta em mim aquela velha e agradável sensação de se estar diante de um bom gibi.


Uma dessas agradáveis surpresas se manifestou em minha frente ao ler o Nº 102 (Julho/2012) da Revista Os Vingadores. Com ótimos desenhos de Gabrielle Dell´Otto e roteiro do já aclamado Brian Michael Bendis, a história (completa aliás) me surpreendeu. Fiquei até triste quando a revista terminou. Mesmo que você seja alguém que não tem acompanhado a revista dos Vingadores você pode ler esse Nº. 

Bendis já começa acertando ao contextualizar o leitor nas páginas iniciais sobre o porque o antigo herói e ex-Vingador Magnum impõe um ataque massivo sobre os Vingadores. Aliás essas primeiras páginas eu achei dignas do "Alex Ross". Na concepção de Magnum os Vingadores não devem existir. Eu sempre achei isso a maior besteira à sair da boca do Magnum. Mas não é que quando ele começa a falar o seu ponto de vista você até que começa à concordar com ele!!! Magnum expõe sua visão peculiar sobre a existência de um grupo de Heróis (Os Vingadores no caso) que estão praticamente acima da lei. Enquanto cidadãos comuns precisam responder às autoridades, o grupo possui uma aura de cidadões especiais. Ao longo dos anos Os Vingadores precisaram lidar com situações muito difíceis e tomaram decisões igualmente difíceis. Muitas inclusive com viéses éticos e morais. Magnum vai na "jugular" dos Vingadores ao escancarar essas feridas. Ele, junto de um bando de heróis de 2º escalão descem o pau em uma das equipes dos Vingadores (atualmente conhecida como Os Novos Vingadores), e isso sem dar qualquer tempo de resposta organizada. O Coisa mesmo toma um pau danado! Isso faz com que Steve Rogers (antigo Capitão América e atual diretor da Shield) convoque as outras duas equipes de Vingadores (Os Vingadores Secretos e os Vingadores Clássicos).


A história se desenrola de tal modo que você acha impossível que ela conclua nas páginas que faltam da revista, mas é o que Michael Bendis consegue fazer. O final eu achei à altura da história. Não igual algumas outras que o enredo vai bem até o meio depois desanda para uma agresão à nossa inteligência.


Ver alguém apontando o dedo para Steve Rogers, Tony Stark e Thor não acontece toda hora. Pelo menos não de forma tão contundente como Magnum fez.


Se você quer se divertir com uma história inteligente, na qual as pontas são amarradas direitinho, e só pagar R$ 6,50, leia "Os Vingadores 102". Como sugeri no início dessa matéria, gostar de algo está muito ligado à história pessoal de cada um, preferências, valores, visão de mundo... Mas creio que quem leu essa revista deve ter gostado. Infelizmente o papel usado para impressão da história foi o usualmente utilizado nas revistas de linha: o Pisa Brite. Um papel melhor teria valorizado mais ainda, mas isso não tira o brilho da história. 

Bom pessoal... Fica a dica de leitura! Grande abraço a todos!!

6 comentários:

  1. Oi Marcelo. Só vim me despedir. Tudo de bom. Abs. Paulo

    ResponderExcluir
  2. Oi Paulo...

    De qualquer forma não gostaria de perder o contato com você. Se possível escreva pelo meu e-mail dando notícias ou então passe por aqui para deixar um alô.

    Eu e seus vários amigos estaremos esperando!

    Abção. Marcelo.

    ResponderExcluir
  3. Pô Marcelo, fiquei com muita vontade de ler essa história agora!

    Vou ter que dar uma olhada, com certeza!

    Um abraço!

    ResponderExcluir
  4. E aí Pablo!! Blz?

    Então cara eu curti pra caramba essa HQ aí. Acho que uma HQ deve acima de tudo divertir a gente. E olha... Essa aí eu curti pra caramba!

    Se vc ler mesmo ela depois, poste aqui se sua impressão foi a mesma que a minha. Só pra gente ver se minha percepção foi mesmo boa.

    Gde. Abc. Valeu!! Marcelo.

    ResponderExcluir
  5. comprei essa edição ... foi a que achei na gibiteca que fui na minha cidade . queria saber se da pra acompanhar algo a partir da 102 (parece impossivel, perdoe a pergunta idiota) ? pra achar os outros números tambem parece impossivel kkk . obrigado e curti a página !

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Icaro! Beleza?!

      Então amigo, essa edição foi um hiato que ocorreu entre um arco de histórias que estava rolando antes dessa edição e outro que se iniciou logo após. Atualmente a principal história que permeia as revistas da Marvel no Brasil, e a revista "Os Vingadores" também, é "A Essência do Medo".

      As sagas hoje na Marvel acontecem assim: Existe uma "Revista" que, em geral, leva o nome da própria saga, no caso atual "A Essência do Medo". Essa revista simplesmente deixa de existir quando a saga termina. Paralelo à essa "Revista" central, que é onde os principais eventos da saga acontecem, há eventos paralelos ligados à essa história nas respectivas revistas de linha da marvel. Você não precisa comprar todas para entender a história, aliás dá pra acompanhar comprando inclusive só a "Revista" principal, no caso atual "A Essência do Medo".

      Essa saga esstá para acabar aqui no Brasil e se inciará outra dentro em breve chamada "Vingadores x X-Men". Se tiver alguma dúvida e eu puder ajudar estou à disposição!

      Abcs!!

      Marcelo.

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Posts Relacionados