quinta-feira, 14 de junho de 2012

Estrada para a Danação

Inicio aqui uma série de postagens a respeito de ótimas HQs que eu venho lendo ou que eu já tenha lido no passado. Começo com uma que li no início de 2012.

ESTRADA PARA A DANAÇÃO


"Estrada para a Danação" foi lançada em fevereiro último pela PANINI em um ecandernado com bom acabamento gráfico, o que valorizou o trabalho do desenhista Clayton Crain que tem grande experiência em desenho digital. Muitos fãs não gostam desse tipo de desenho (digital), eu particularmente gosto, pois valoriza muuuuuito as imagens. O roteiro é de Garth Ennis, conhecido roteirista do selo Vertigo da DC (selo que aborda temáticas adultas e sobrenaturais), e que possui como grande trabalho a série PREACHER para a Vertigo.



"Estrada para a Danação" conta uma história do anti-herói Motoqueiro Fantasma (Ghost Rider em inglês), também conhecido como "cria do inferno". Nela Johnny Blaze na forma de Motoqueiro Fantasma está no inferno pagando um antigo acordo que fez com "quem você já sabe!!". Seus dias são intermináveis tentativas de fugas infrutíferas. Logo você percebe que Blaze/Motoqueiro Fantasma é envolvido em uma sórdida trama encabeçada por dois Arcanjos Celestias que possuem um passado obscuro. Os arcanjos (Daniel e Malachi) oferecem à Blaze uma forma de escapar das regiões inferiores: Ele precisará caçar uma entidade que está tentando invadir nosso plano de existência (A Terra). Blaze é libertado do inferno, porém o que ele não sabe é que já existem dois outros personagens no encalço da criatura: Raquel (Uma Arcanja extremamente violenta, poderosa e sem escrúpulos, pertencente à "Hoste de Anjos" do primeiro escalão celestial) e Hoss (um demônio poderoso, mas inteligente o bastante para fazer acordos para preservar o equilíbrio entre céu e inferno).


A trama segue em um clima de violência crescente e apresenta um universo conhecido dos amantes de estradas e motos que lembra em algumas passagens o famoso filme sobre motoqueiros dos anos 60: "Sem Destino" com Jack Nicholson e Peter Fonda.


Sempre gostei do "Ghost Rider" porém sempre fiquei com muita raiva porque nenhum roteirista (em minha opinião) chegou a tirar a dualidade, fúria e riqueza que o personagem oferece. "Estrada para a Danação" foi uma grata surpresa que eu recomendo.


O roteiro inteligente (embora com alguns clichês) de Ennis tratou o personagem com o respeito que merece e a arte robusta e forte de Crain conseguiu ambientar a história de forma contundente.

"Estrada para a Danação": vale a pena conferir.

Um comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Posts Relacionados