sábado, 31 de janeiro de 2015

Miniatura DC Nº 15 - Estelar

Miniatura DC Nº 15 - Estelar

Linda como a Princesa de pele avermelhada de Marte presente na Saga de John Carter de Edgar Rice Burroughs, Estelar é uma das personagens da DC com maior capacidade de evocar os desejos mais profundos no imaginário coletivo masculino. À semelhança da escrava de pele verde de Órion que realiza sua dança hipnotizante no episódio "The Cage" da série clássica de Star Trek, Estelar exerce esse mesmo fascínio na mente do leitor. Uma mulher linda, exótica, selvagem e com um potencial enorme para o amor. Sua miniatura na Coleção de Miniaturas de Metal da DC surpreendeu positivamente há muitos, inclusive à mim.

Miniatura DC Nº 15 - Estelar

Vamos, portanto à análise das qualidade da peça. Sem duvida nenhuma eu começaria pela posição na qual a heroína foi esculpida, uma postura que, além de mostrar claramente seus atributos físicos a coloca em posição de desafio, poder e prontidão bélica. Praticamente todos os detalhes estão bem modelados, até mesmo as feições da personagem que, apesar do rosto desnudo, apresentam-se precisas e conseguem representar a mulher bonita que ela é.

Miniatura DC Nº 15 - Estelar

Com botas até a altura das coxas e um traje que se assemelha à um biquíni, a alienígena mostra-se sensual. No entanto, determinados detalhes parecidos com grandes parafusos de uma armadura encontrados na parte superior-anterior das botas e no colar ao redor do pescoço dão um toque bélico à indumentária. Em minha opinião, porém o ponto alto da peça é a modelagem da incrível cabeleira que simula quase um manto por sobre seus ombros. Ao olharmos de perto a leveza com a qual o cabelo foi modelado, obedecendo curvas e uma medida precisa de volume, faz com fiquemos observando e admirando por vários minutos a figura.

Miniatura DC Nº 15 - Estelar

Estelar foi o nome dado para a heroína na Terra. Na verdade seu nome verdadeiro é Koriander, uma princesa do Planeta Tamaran, filha do Rei Myander. A bela Koriander era a 2ª filha do Rei e portanto não seria aquela com prerrogativas de ser a sucessora ao trono. No entanto, sua irmã mais velha Komander não podia voar em função de uma doença de infância, impossibilitando-a de assumir o Reino. Assim, Koriander tornou-se a candidata natural. A inveja da irmã mais velha, porém viria a destruir a tudo e a todos. Aliando-se aos inimigos de Tamaran, Komander destroçou seu planeta natal e exilou a irmã mais nova.

Miniatura DC Nº 15 - Estelar

Após anos sofrendo humilhações nas mãos dos inimigos de Tamaran, Koriander escapou do violento jugo da irmã que permitia inclusive que ela fosse violentada pelos seus captores. Em sua fuga a sofrida princesa vem para Terra onde, por um golpe do destino, ela conhece um grupo de jovens heróis que durante muito tempo chamaria de família, Os Novos Titãs. A equipe era formada por Robin (Dick Grayson, parceiro de Batman), Kid Flash (Wally West), Mutano (Garfield Mark Logan), Moça-Maravilha (Donna Troy), Ravena (Rachel Roth), Ciborgue (Victor Stone) e Estelar.

Miniatura DC Nº 15 - Estelar

Estelar viveu muitas aventuras junto aos Novos Titãs e durante esse período teve um dos relacionamentos que acredito que todo fã da DC quis que desse certo com Dick Grayson (Robin). Infelizmente, permitir o casamento de dois heróis era, ou ainda é, um evento cronológico ímpar na vida dos personagenes, pois penso que o uso de um dos heróis em novas aventuras sempre ficaria atrelado à do outro. Infelizmente foram muito poucos os personagens que conseguiram finais felizes ao lado de seus amores nas HQs. A necessidade de se trazer dramaticidade, dor e sofrimento às histórias sempre impediu acontecimentos desse tipo. Haja vista o término do casamento entre Tempestade e Pantera Negra da Marvel.

Miniatura DC Nº 15 - Estelar

Estelar tornou-se uma personagem madura dentro da cronologia da DC e infelizmente a abordagem que o Reboot da Editora trouxe à Koriander não poderia ter sido a mais infeliz possível, desconstruindo toda uma mitologia interessante e rica. Como um saudoso leitor de quadrinhos, eu ainda espero avidamente que os Novos 52 no final das contas não passe de apenas um delírio criativo da DC, e que em algum lugar a cronologia oficial ainda esteja intacta. 

Miniatura DC Nº 15 - Estelar

Bom amigos... Um grande abraço à todos!!

4 comentários:

  1. Bom dia meu amigo,

    Estou em débito com você aqui no blog! Fiquei sem aparecer por um tempo, devido a muita correria! Mas nesse domingo de manhã estou botando em dia!!

    Muito jóia o texto (como sempre). Essa personagem eu só conheço muito pouco. Mas com certeza os "Novos 52" mataram a maior parte dos heróis. Eu pessoalmente só gostei do Batman, mas nem acompanho com tanta frequência (chegamos a comentar que o coringa ficou desnecessáriamente muito macabro).

    Essa é a única miniatura da DC que eu deixei passar. Fiquei sem ir a SP durante o período que ela estava sendo vendida, acabei perdendo ela nas bancas. A boa notícia é que daqui uns 4 meses ela deve sair aqui no interior, aí eu posso recuperá-la.

    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Opa!!! E aí Denis, meu amigo!! Blz!?

      Sei como é esse negócio de correria. Tem épocas que me aperto muito também!! Porém, é sempre bom encontrar comentários dos amigos por aqui. Afinal de contas é uma forma, ainda que virtual de mantermos as amizades, ou seja, devagar e sempre!!

      Valeu pelo comentário e elogio! Também não conheço muito da personagem, tive que estudar um pouquinho para construir a matéria. Lembro dela de algumas histórias dos Novos Titãs que lia nos anos 80 e sempre soube que ela tinha um passado difícil e cheio de traumas, porém nunca li as histórias especificas de sua mitologia.

      Sobre os Novos 52 o que ainda é possível acompanhar é o Batman. Acredito que porque ele foi o personagem com o qual eles menos mexeram. O caso do Coringa é emblemático mesmo, e o da Estelar é incrivelmente triste. Ela é praticamente outra personagem em se tratando de comportamento e relações com os outros. Li um pouco de sua trajetória pós Novos 52 e achei muito ruim!

      Acho que vale a pena você pegar essa peça Denis. Como vc pode ver nas fotos ela é bem poderosa e por enquanto uma das melhores peças dentro do universo feminino da coleção.

      Valeu amigo!

      Um grande abraço!!

      Marcelo.

      Excluir
  2. Olá Marcelo,

    Esta miniatura ficou imponente demais, digna de uma Princesa Guerreira e de longe desbancou a da Mulher Maravilha que a meu ver até agora foi a mais mal feita da DC.
    Como eu gostaria que as miniaturas da Marvel tivessem esta mesma características das miniaturas da D que se mostram mais encorpadas e ficam muito mais bonitas.
    Miniaturas como as do Shazam, Ajax e Aquaman são tão robustas que quase se assemelham as da serie especial. e as da Marvel são tão minguadas... enfim agora não adianta reclamar né.

    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é Wellington... Exatamente isso. A Mulher-Maravilha que poderia ter sido representada como uma grande e musculosa guerreira que eu acho que ela é. Ao invés disso ela ficou bem franzina e perdeu de longe para outras, como por exemplo a Estelar.

      À propósito a Estelar está demais, com o perdão da palavra um "mulherão". Com sua pele vermelha temos toda a essência daquela fêmea exótica que chama a atenção de todo nerd crescido... rs rs

      Realmente as miniaturas da DC são muito mais robustas mesmo. Para quem tem peças das duas coleções fica impossível não comparar.

      O Ajax que você menciona está excelente, inclusive melhor até que o Superman, que deveriam ter feito um pouco mais encorpado.

      Dizem que a explicação para a diferença entre as coleções é que a Marvel foi a 1ª a ser lançada e após seu sucesso veio a da DC. Então a Eaglemoss pediu para capricharem mais.

      Acho essa explicação bem plausível.

      Valeu amigo!

      Marcelo.

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Posts Relacionados