sexta-feira, 28 de fevereiro de 2014

Miniatura DC Nº 05 - Flash

Miniatura DC Nº 05 - Flash

De todos os Super-heróis velocistas do Universo Ficcional das histórias em quadrinhos, o Flash talvez seja o mais conhecido. Herói da DC Comics, o Flash possui uma longa história de batalhas que remontam à Era de Ouro dos Quadrinhos (1938 - 1956) quando eram publicadas as aventuras do 1º Flash (Jay Garrick), no Brasil chamado durante muito tempo de Joe Ciclone. A Coleção de Miniaturas da DC avança em terras Brazucas e traz como Nº 05 o homem mais rápido do mundo. A partir de agora veremos alguns detalhes dessa miniatura, bem como um pouco da heroica vida de um dos Super-heróis mais populares da 9ª Arte.

Miniatura DC Nº 05 - Flash

A miniatura apresenta-se, à semelhança das demais peças da coleção DC, com um bom acabamento. A pintura surpreende com um vermelho e um amarelo vibrantes que chamam a atenção na estante. A musculatura do herói não ficou tão evidente quanto em outros personagens da coleção já lançados por aqui, passando a ideia de um Flash mais franzino. Porém, isso pode ser explicado em função do velocista escarlate comumente aparecer em várias mídias com um corpo mais atlético e menos musculoso. Possivelmente seu metabolismo acelerado seja a causa do não desenvolvimento de músculos tão hipertrofiados, algo tão comum ao se retratrar outros heróis.

Miniatura DC Nº 05 - Flash

Outra questão a ser levantada é a postura adotada pelo herói (de braços cruzados). Particularmente essa posição não me incomodou, porém muitos comentaram que gostariam de vê-lo em sua atitude característica, ou seja, correndo. Em minha concepção a ideia que ficou foi a de alguém sem pressa, ou seja, que não importa o que aconteça, ele chegará antes de acontecer! Sem dúvida nenhuma uma miniatura obrigatória em qualquer coleção tendo em vista a importância do personagem.

Miniatura DC Nº 05 - Flash

A história do Flash, além de ser um tanto complexa, se confunde com os momentos mais marcantes das HQs de Super-heróis no Século XX. Durante a Era de Ouro Jay Garrick foi o 1º a usar a alcunha de "O Homem mais Rápido do Mundo". Garrick era um aluno universitário nos anos 30 e 40. Seus céleres poderes vieram a partir de um acidente em um laboratório envolvendo água radioativa. Os estranhos vapores advindos desta água seriam inalados por Jay e lhe confeririam seus famosos poderes. O Flash dos anos 40 foi um importante herói da DC, ajudando a fundar icônicas equipes na época tais como, Sociedade da Justiça e o Comando Invencível. Com o tempo ele seria um conselheiro importante para os Flashes que viriam depois dele.

Miniatura DC Nº 05 - Flash

Com o advento da Era de Prata dos Quadrinhos (meados dos anos 60) os leitores ficaram sabendo que o Flash dos anos 40 habitava na verdade uma Terra Paralela à nossa e, portanto suas aventuras haviam ocorrido em outro espaço-tempo. Isso, aliás foi o início das chamadas "Múltiplas Terras" da DC, um conceito que viria a ser desfeito apenas com a Saga "Crise nas Infinitas Terras" nos anos 80. "Crise..." é até hoje reconhecida por muitos como uma das melhores sagas de todos os tempos na DC Comics. O fato é que, com o renascimento dos Super-heróis na editora nos anos 60 pelas mãos de Julius Schwartz, o Flash precisava de novas aventuras e a saída foi a que expus acima: criar um Flash novo em nossa realidade. Assim, nascia o Flash da Era de Prata, Barry Allen. Os poderes de Allen vieram de uma maneira parecida que os de Garrick, ou seja, por meio da manipulação de certos compostos químicos. A diferença é que agora um raio atinge tais compostos que caem sobre Allen dando-lhe poderes de acessar o que viria a ser conhecida como "Força de Aceleração". Um campo de força existente ao redor da Terra e com o qual Allen consegue interagir e assim extrair sua velocidade.

Miniatura DC Nº 05 - Flash

Allen se tornaria um dos mais populares Flashes e consolidaria a reputação do personagem durante os anos 60 e 70. Casando-se com uma moça chamada Íris West, Allen assumiria a criação de um garoto chamado Wally West (sobrinho de Íris) e se apegaria muito a ele, e vice-versa. West ganharia poderes semelhantes ao seu tio (novamente um raio atingindo compostos químicos) e passaria a atuar ao lado de Barry usando o nome de Kid Flash. West, como Kid Flash, faria parte de um grupo de heróis adolescentes chamado "Turma Titã". O futuro, no entanto guardava acontecimentos sombrios para o Flash. Durante a saga "Crise nas Infinitas Terras" (comentada acima) Allen faria o sacrifício supremo ao dar sua vida para deter o vilão Anti-Monitor. Com o final da saga, todas as Terras seriam então fundidas, e assim, Jay Garrick passaria a fazer parte da nossa realidade. Wally West assumiria o manto de Flash e tentaria honrar o legado deixado pelo seu tio. Porém, a vida de West como Flash não seria menos difícil como veremos a seguir!

Miniatura DC Nº 05 - Flash

Além de proteger sua cidade natal Keystone City e lutar contra vilões do antigo Flash (Capitão Bumerangue, Mago do Tempo, Mestre dos Espelhos e o Trapaceiro), Wally West encararia um oponente incrivelmente mal e perigoso: O Flash Reverso. Jay Garrick (já aposentado) e sua esposa Joan, teriam profunda participação nessa fase, dando conselhos à Wally e orientando-o a ser um Super-herói cada vez melhor. Assim, Wally se casaria com uma jovem chamada Linda Park e teria dois filhos (gêmeos). A partir de confrontos com o Flash Reverso e após os eventos da Saga "Crise Infinita", Wally e sua família ficariam presos dentro da "Força de Aceleração" por um bom tempo. Durante essa fase, o Flash que atuou nas histórias em quadrinhos era na verdade Bart Allen, neto de Barry. Porém, Bart também se sacrificaria para salvar a cidade de "Keystone City". O mundo ficaria então sem um Flash senão fosse a chegada em nosso mundo da Legião dos Super-heróis (uma equipe do futuro do Universo DC). Os membros da Legião conseguiriam trazer de volta do campo de força de aceleração Wally, Linda e os gêmeos.

Miniatura DC Nº 05 - Flash

O Flash teria papel fundamental na história (Ponto de Ignição) que desembocaria no último Reboot da DC, visto por muitos como um evento caça-níquel e que não inovou em nada. Embora Ponto de Ignição tenha desencadeado o Reboot, a história em si é boa e foi muito bem retratada no recente filme animado Ponto de Ignição - Paradox, uma das melhores animações dos últimos tempos da DC e já comentada aqui no Blog.

O Flash tem seu lugar garantido em qualquer formação da Liga da Justiça que a retrate em sua essência. Sua participação como estrela de 1ª grandeza no Universo DC estará sempre assegurada, isso podemos ter certeza! Gde. Abc. à todos!!

12 comentários:

  1. "um vermelho e um amarelo vibrantes que chamam a atenção na estante."

    - Notei isso assim que coloquei a figura ao lado das demais. Adorei o Flash!

    "essa posição não me incomodou"

    - Nem a mim. E eu não gostaria dele correndo, pois, talvez, ficasse preso apenas por um pé, à base, e isso é arriscando, em se tratando de figuras tão frágeis. Além disso, essa posição lembra a arte de Alex Ross para alguns personagens. Já notei que ele gosta de representar o Flash e Batman desse jeito, em várias imagens coletivas. Tenho amigo que tb sempre posa assim para fotos, como se fosse o maioral.

    Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E aí Kleiton...

      Blz!? Realmente a pintura está ótima desta peça. Dá um destaque na estante. Gostei bastante dessa miniatura.

      Quanto à pose do Flash você lembrou muito bem! Não havia feito essa relação com a arte do Alex Ross. Mas você tem toda razão. Ele gosta de representar o herói nessa posição estática com os braços cruzados mesmo! Excelente lembrança. Acho que os artísticas podem ter se inspirado na arte dele com certeza.

      Fora isso você lembra bem também ao relacionar essa postura com aquele que se sente o maioral. rs rs

      Valeu Kleiton.

      Abção!

      Marcelo.

      Excluir
  2. Marcelao seus comentarios estao cada vez melhores, sua analise e resumo sobre o flash para mim foram perfeitos, voce lembrou de comentar ate sobre o velho jay garrick que particularmente eu adoro.

    Quanto a miniatura faço parte da galera que não gostou da posição de braços cruzados, mas confesso que nao havia pensado no seu ponto de vista, sobre ele estar sem pressa e que de certa forma se sentindo maioral por saber que chegara a tempo seja onde for. Depois de ler sua resenha a posição deixou de incomodar pois passou a ter um motivo para ele estar daquele jeito.

    Quanto as cores vibrantes creio que novamente estamos falando de um heroi nos primórdios de sua criação, provavelmente barry allen, digo isso porque é exatamente nessa fase que o uniforme do flash tinha essa cor quase alaranjada. Na fase do wally o uniforme passou a ser vermelho sangue e durante um curto tempo um vermelho vinho na fase da zero hora.

    Concordo plenamente com o kleiton em seu comentário acima , assim que colocamos o flash junto a outras pecas enxergamos o diferencial em suas cores e como ele se destaca. Muito bem observado

    Gostei muito da peça e ler este post me remeteu a reler a historia do anti monitor que foi exelente.

    .......... ............... ...............

    Aproveitando a oportunidade gostaria de divulgar um canal de HQs que estou iniciando no youtube, deixo claro que conversei com o marcelo antes de fazer essa divulgação portanto não se trata de um SPAM......estou preparando material pra fazer resenhas das miniaturas e usarei as excelentes fotos do marcelo la.

    Portanto se nao for incomodo e se puderem ajudar na divulgacao ....agradeço demais, SE INSCREVAM e me ajudem a melhorar a qualidade do canal

    Marcelo aguardo voce como um dos meus inscritos hein, com certeza vc pode ajudar no crescimento do canal......

    Grande abraco a todos !!!

    Segue o link:

    www.youtube/user/hqcoisas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Opa! E aí Elton...

      Tudo bem? Valeu pelo comentário!

      Jay Garrick é um personagem que sempre me chamou muita atenção. Gostaria de ler mais sobre ele e conhecer mais suas histórias. Esses dias comprei um encadernado da DC lançado pela Panini já há algum tempo e que mostra algumas histórias que deram base, nos anos 60, para a saga "Crise nas Infinitas Terras". Nesse encadernado há algumas histórias em que ele aparece e espero lê-lo em breve.

      Acho essa troca de informações sobre as miniaturas super legal, pois nos faz ver aspectos que antes não tínhamos visto e daí resignificamos nossas opiniões e visões a respeito. Fico contente que a matéria tenha te ajudado a ver por outro ângulo a postura da peça!!

      Muito interessante o ponto que você chama atenção sobre a cor do uniforme representado nessa peça, dando a impressão que é o Barry Allen. Não tinha prestado atenção nisso, porém você tem razão. Acho que representaram o Barry mesmo. Até estava achando que era o Wally (por causa do físico mais franzino), porém acho que, em virtude do uniforme, deve ser mesmo o velho Allen! Valeu!!

      Quanto ao canal, legal a iniciativa Kleiton. Espero que façamos uma boa parceria com você no youtube e eu aqui no Blog. Tudo em prol do crescimento das amizades e do colecionismo.

      Vou me inscrever sim.

      Gde. Abc.!!

      Marcelo.

      Excluir
  3. Essa eu acabei pulando tbm, Marcelo....

    mas no meu caso foi só pra não ter personagem repetido na coleção, e pretendo comprar mais pra frente o Flash original dos anos 40: Joel Ciclone (q será a peça nº 52 - se a numeração não for alterada). Curiosamente o Joel Ciclone tbm terá uma pose "estática" (mas prefiro aquele visual clássico - com o penico na cabeça)!!!

    Abs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Joel ciclone....caraca nem lembrava que ele era chamado assim...kkkkk
      Só lembrava do nome jay garrick....

      Tambem estou ancioso por ter esta peça na coleçao.....para colocar ao lado do flash.

      Excluir
    2. E aí amigos!? Tudo bem!?

      Então Leo... Como você já sabe, gosto muito dos personagens da Era de Ouro dos Quadrinhos e com certeza a peça do Jay Garrick terá destaque em minha coleção. Aliás, gostaria de ter uma coleção só desses personagens. Seria um grande sonho da minha parte.

      E não é só por mim que o Jay Garrick é admirado. O Elton também gosta (conforme comentou acima). Vou até dar uma olhada quantos personagens da Era de Ouro aparecem nessa coleção da DC! Acho que não são muitos. Infelizmente.

      Valeu amigos!!

      Grande Abraço!!

      Marcelo.

      Excluir
  4. Boa tarde Marcelão!!

    Eu particularmente gostei da miniatura. Claro que a pose poderia ser mais criativa, mas haja pose pra todos se ajustarem no coletivo.
    Pra mim a pose representa muito do pouco da personalidade que eu conheço do personagem.
    Veja bem, quando você está inquieto, normalmente você fica se movimentando constantemente... se apoiando em uma das pernas, e trocando constantemente.. e por fim, quando percebe que estão olhando pra você, você cruza os braços e se fecha pra evitar mais comentários...
    Ah?! e por que ele é inquieto? Imagina tudo ao seu redor acontecendo em camera lenta... e vc ter que excercitar a paciência esperando as coisas acontecerem.......

    kkkk posso ter ido longe nessa descrição.. uma abordagem meio psicológica.. humanizando o comportamento.. mas foi a impressão que tive esse tempo todo...

    Abraçoss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Adoro o blog do marcelo por isso.....cada miniatura q sai, sempre vejo comentarios aqui que acrescentam a minha mente novos parametros pra cada figura.

      Muito bem comentado denis.....esse detalhe das coisas acontecendo ao redor em camera lenta....muito bom mesmo

      Excluir
    2. Olá amigos!!

      Com certeza Denis... Também interpretei a posição do personagem sob essa ótica que você coloca. Ou seja, alguém que está parado aguardando algo que necessite de sua intervenção, pois ele sabe que quando se mover será tão rápido que não há motivo para pressa. Muito bem observado sua leitura sobre essa questão!

      Também concordo com o Elton... Acho muito legal quando amigos se encontram para debater a respeito de um determinado tema e um interpreta de um jeito, outro de outro e assim a gente vai construindo conceitos e desconstruindo outros. Isso é uma das coisas que gosto de ter aqui no Blog.

      Por isso agradeço a participação sempre fiel de vocês!

      Grande abraço!

      Marcelo.

      Excluir
  5. Pois é, tantos personagens e eles não fizeram um Wally West E um Barry Allen distintos... Seria interessante. Comprei esta miniatura e, apesar do estilo do cinto ser do Wally, acho que pelas cores mais fracas e pela postura é o Barry mesmo. De qualquer forma, parabéns pelas matérias, todas as que li são excelentes.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Alexandre! Blz!?

      Pois é... Tenho a mesma reivindicação que você. Deviam ter lançado o Barry distintamente do Wally. Teria sido algo muito legal, pois como tem o Joel Ciclone, conseguiríamos ter, na mesma coleção, os Flashes da Era de Ouro, Prata e Bronze dos quadrinhos. Meu sonho seria ver uma coleção como essa trazendo distintamente as encarnações dos diversos heróis e vilões de Era diferentes. Seria literalmente uma aula de história dos Quadrinhos.

      Valeu pelo comentário e presença amigo.

      Grande Abraço!

      Marcelo.

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Posts Relacionados