domingo, 22 de setembro de 2013

Miniatura Marvel 28 - Sr. Fantástico

Miniatura Marvel Nº 28 - Sr. Fantástico

Olá amigos... Nessa matéria veremos algumas características da 28ª miniatura da Coleção de Miniaturas Marvel. O Sr. Fantástico é talvez o personagem da Casa das Ideias que mais concentre os atributos de uma mente brilhante em associação com um senso de justiça e ordem. As virtudes: pai de família, marido devoto, amigo e cientista, fazem de Reed Richards um herói que cativou há muitos, ao mesmo tempo que já foi visto como antiquado e pouco atraente por outros. A peça da coleção traz Reed em uma posição interessante, pois sua figura precisava trazer alguma referência ao seu poder, o de se esticar. Veremos agora alguns detalhes!

Miniatura Marvel Nº 28 - Sr. Fantástico

Para confecção da peça, o Sr. Fantástico foi retratado em seu uniforme tradicional. À exceção da gola escura mais alta, o uniforme é basicamente aquele observado por ocasião de sua criação em 1961 pela inigualável dupla Stan Lee e Jack Kirby. Os anos 60 foram sem dúvida um período de renascimento nos quadrinhos. Uma revolução que trazia de volta o gênero HQ de Super-Heróis, anteriormente esquecido pelos eventos deflagrados em meados dos anos 50 com a perseguição desse tipo de arte. Lee e Kirby construiram uma mitologia realmente atrativa, envolvendo estereótipos importantes para a sociedade  da época. Um deles era o estereótipo do cientista com boa índole que teria o poder de colocar qualquer nação em um patamar relevante no mundo. Reed Richards seria a encarnação desse ideário.

Miniatura Marvel Nº 28 - Sr. Fantástico

A origem do Sr. Fantástico está intimamente ligada a de outros importantes heróis da Marvel que juntos formaram o Quarteto Fantástico, O Coisa (Benjamim J. Grimm), Tocha Humana (Johnny Storm) e sua esposa Mulher-Invisível (Sue Storm). Embora o Quarteto Fantástico não esteja atualmente nos holofotes da mídia nerd, sem dúvida nenhuma a participação de Reed Richards e de seus amigos de equipe ajudou a construir e consolidar o gênero "quadrinho de Super-Herói". Tornando-o relevante para todos nós até hoje.

Miniatura Marvel Nº 28 - Sr. Fantástico

Dentre os aspectos relevantes na vida do personagem, podemos citar sua eterna rixa com seu correspondente maligno: o Dr. Destino (Victor Von Doom). Conhecidos desde os anos de faculdade, os dois mantiveram acesas suas diferenças, dando origem à histórias relevantes no Universo Marvel. Com intelectos brilhantes, Richards e Von Doom poderiam fazer muito pelo mundo, caso fossem aliados, porém a inveja de Destino por um lado, e os inúmeros sucessos de Richard por outro, impediram uma conivência pacífica.

Miniatura Marvel Nº 28 - Sr. Fantástico

A trajetória conjugal de Reed e Sue Richards também já foi alvo de histórias marcantes. Praticamente o 1º casal relevante dentro do Universo Marvel, o casamento dos dois foi brilhantemente ilustrado por Alex Ross durante a Obra-Prima "MARVELS". Minissérie lançada em 1994, escrita por Kurt Busiek e desenhada por Alex Ross. Em uma incrível cena desenhada a partir do altar, é possível identificar inúmeros heróis nos bancos da igreja, bem como algumas célebres personalidades dos anos 60. Tipo de coisa que valoriza e torna uma obra clássica! A mesma cena seria novamente reproduzida em outra história, de 2005, com roteiro de Karl Kesel e arte de Drew Johnson. Na história "Fantastic Four Wedding Special" pode-se observar Stan Lee e Jack Kirby tentando entrar na igreja, porém sendo barrados por Nick Fury e outro agente da Shield (rs).

Miniatura Marvel Nº 28 - Sr. Fantástico

Ainda no âmbito conjugal, não posso esquecer de comentar a certa rivalidade que sempre existiu entre o Sr. Fantástico e o Rei Submarino Namor. Esse último se apaixonaria por Sue Storm e protagonizaria interessantes momentos de disputa entre ele e Reed. Bom... Sem dúvida nenhuma a Sra. Richards arrasou muitos corações!

Miniatura Marvel Nº 28 - Sr. Fantástico

De igual modo relevante, é a participação do Sr. Fantástico em um dos mais misteriosos grupo de heróis já formados: Os Illuminati! Após a Guerra Kree-Skrull importantes heróis foram convocados por Reed Richards para comporem um seleto grupo que (nos bastidores) tentariam lidar com crises antes mesmo de acontecerem. A ideia vem sendo aproveitada nas últimas sagas da Marvel de maneira interessante. Inicialmente Os Illuminati foi formado pelo Sr. Fantástico, Namor, Dr. Estranho, Homem de Ferro, Professor Xavier e Raio Negro dos Inumanos. Recentemente o grupo voltou a se reunir em duas ocasiões importantes. Primeiramente na saga em que o vilão Capuz rouba as joias do infinito. Com desenrolar dos fatos  o Capitão América descobre a existência do grupo e passa a integra-lo. E durante os eventos da saga Vingadores x X-men, quando o grupo se reúne para tentar convencer Namor a desistir do poder da Fênix e convencer Ciclope a abdicar de seu atual plano de remodelamento mundial.

Miniatura Marvel Nº 28 - Sr. Fantástico

A miniatura do Sr. Fantástico é interessante, mas não chega a impressionar. A relevância do personagem torna, no entanto necessária sua presença em nossa coleções. Não apenas para compor o Quarteto Fantástico em nossas estantes, como também compor a formação dos Illuminati!!

Em breve novas atualizações com os heróis recentemente lançados da DC! 
Deixo meu grande abraço à todos!

14 comentários:

  1. Olá, Marcelo!

    Primeiramente quero te parabenizar pela matéria e pelas fotos.

    Essa, com certeza, não é uma miniatura que chame a atenção por sua beleza e riqueza de detalhes, mas o Sr Fantástico é um personagem de grande importância no Universo Marvel e figura indispensável na coleção.

    Destaque para o rosto que, em algumas miniaturas, saiu bem estranho. Notei diferenças gritantes do rosto de uma miniatura para outra.

    Os dedos na mão do braço alongado também causaram dores de cabeças aos colecionadores, pois vi várias miniaturas com os dedos bem tortos.

    Grande Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Moisa! Blz!?

      Valeu pelo comentário. Confesso que tive dificuldades para pensar num fundo para esse personagem.

      A miniatura realmente não é uma das mais impressionantes, mas é isso mesmo que você diz, a importância do personagem faz com que seja necessária.

      O rosto desta miniatura foi o mais diferente de uma peça para outra. Uma outra mini estava com o rosto cheio de risquinhos e meio escuro.

      Percebi essa questão dos dedos também, no entanto resolvi colocar os dedos tortos da mão alongada na "conta"do poder do personagem (se esticar). Ou seja, toda vez que olho para esses dedos meio tortos imagino que eles estão esticados e, portanto, meio elásticos mesmo! rs rs. Nem encanei em ficar desentortando-os porque até imaginei que essa foi a intenção do escultor mesmo, dar essa sensação de algo esticado.

      Valeu Moisa... Abc!

      Marcelo.

      Excluir
  2. Alguma coisa tinha que ficar esticado no Sr. Fantástico né? kkk....Se a coleção é chamada de coleção clássica dos personagens Marvel, nada mais clássico que esse personagem.
    Uma pergunta Marcelo: Reparei que você possui algumas miniaturas com número bem avançado da coleção,assim como algumas especiais que nem tenho muitas esperanças em achar a venda por aqui ( tirando sites de venda de particulares ). Como adquiriu essas? Abs, meu caro

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Fernando... Blz?

      Concordo com você. O personagem é classico mesmo. Fica difícil de não tê-lo na coleção não apenas pela sua participação no Quarteto Fantástico, mas também pela sua importância no universo Marvel.

      Então... Quanto à sua pergunta é o seguinte. Fora as miniaturas da coleção já lançadas aqui em São Paulo (pois aqui a coleção está adiantada mesmo pois começou antes), essas outras que vc identificou que eu tenho eu adquiri no ano passado quando as peças não estavam tão inflacionadas. Na época comprei basicamente todas ou com o Bonelli (www.bonellihq.com.br) ou com um vendedor do mercado livre chamado BlackCat. Ambos foram muito cuidadosos na entrega das peças. Porém se vc olhar os preços que estão praticando atualmente está um absurdo. Por isso parei de comprar e fiquei apenas na coleção que sai pela Eaglemoss mesmo.

      É isso aí Fernando!

      Valeu!

      Marcelo.

      Excluir
  3. Olá Marcelão!
    Eu gostei da miniatura, mas não é a minha preferida.
    Achei que esse efeito na mão não foi a melhor opção.. penso que talvez esticar o personagem um pouco mais em altura e dois braços talvez teria sido melhor.. não sei..
    a DC tem aquele homem elástico dela, vi nas fotos da miniatura que ela está mais interessante.

    De qualquer forma comprei essa para compor minha coleção.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E aí Denis! Tranquilo?

      Pois é! Há muitas outras posições clássicas para essa miniatura que eles podiam ter utilizado. Particularmente gosto muito dos desenhos da fase clássica do Quarteto. Acho que essa posição sugerida por vc ficaria legal.

      Valeu Denis!

      Marcelo.

      Excluir
  4. Oi, Marcelo.... apesar de eu ter pulado essa figura tbm, foi ótimo ter visto estas fotos q vc tirou, pois pedi essa peça na minha reserva pra um camarada meu e na figura a mão do reed tava quase encostando no rosto (acho q tava levemente torta)!!!

    vou mandar este link pra ele então... pra caso ele tente desentortar o braço do reed!!

    Abs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Leo, não sei se é o caso de tentar desentortar. A minha figura veio também com a mão quase encostando no olho do Reed. E o rosto está bem diferente em relação à figura do Marcelo.

      Abs., Carlos - São Paulo.

      Excluir
    2. Valeu, Carlos...

      eu já avisei esse camarada meu, mas recomendei q ele tivesse cuidado ao tentar desentortar: pra não quebrar o braço!

      acho q é possível ajustar... indo bem na manha, é claro!!

      Abs!

      Excluir
    3. Olá amigos...

      Percebi essas alterações na mão do personagem também. Como disse ao Moisa, acabei colocando isso na conta do poder do personagem, ou seja, se esticar (rs). Ao olhar de perto eu tive a impressão até que isso seria algo feito de caso pensado pelo próprio escultor. Posso estar enanado, mas achei que poderia ser isso.

      Quanto a adquirir a peça eu concordo com vcs que até nem é a peça mais interessante. Mas já pensaram em um Quarteto Fantástico sem o Sr. Fantástico? rs rs

      Abcs!

      Marcelo

      Excluir
  5. Oi Marcelo, o Sr. Fantástico está muito bem na miniatura. ainda bem que retrataram seu poder, senão ficaria simples demais. Gostei também da foto ao fundo com estilo contemporâneo e antigo de arquitetura, combinou bem com o personagem que é antigo e permanece atual, um cientista com a mente brilhante e com poderes para fazer o bem. Tudo o que um herói clássico e tradicional precisa ter. Gostei. Abs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Paulo! Blz!?

      Concordo com vc. Caso tivessem feito o personagem sem retratar seu poder teria ficado uma miniatura muito simples mesmo.

      Quanto ao que vc comenta da foto ao fundo vc pegou exatamente minha intenção!! Foi exatamente isso, deixar o personagem em um cenário que representasse seu lado classico e ao mesmo tempo desse a idéia do cientista que ele é. É isso aí!

      Abção. Paulo.

      Marcelo.

      Excluir
  6. Comecei mnha coleção e logo enfrentei o problema de miniaturas tortas, inclinadas ou para frente ou para trás.

    É fácil saber que aquela inclinação não é a original apenas observando a miniatura dentro da caixinha: se a miniatura está bem acondicionada na base plástica da caixinha e a base não está perfeitamente horizontal, significa que está torta (e consequentemente a figura fica inclinada).

    Notei também que isso pode ser defeito de fábrica ou consequencia de choques, pois tive a experiencia de derrubar o Thor e ver suas canelas entortarem levemente, quebrando a tinta. A mesma tinta quebrada se apresentou numa mini do Colossus com o tornozelo levemente torto, que comprei no Mercado Livre. Mas algumas miniaturas são inclinadas e não apresentam nenhum defeito na pintura, o que me faz crer que foram pintadas tortas mesmo.

    Mas enfim, faço este post com o intuito de levantar uma assunto aqui no Blog: Como reparar miniaturas com defeito? Alguém tem dicas a compartilhar?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Allisson.. Tudo bem!?

      Realmente essa questão nos tira um pouco o sono: As imperfeições de cada peça.

      Como já comentei aqui no Blog antes, algumas falhas até conseguimos sanar, porém há algumas que não dá. Observar a miniatura na caixa antes de abri-la nos proporciona sim uma ótima informação a respeito do que pode ter acontecido ao personagem, justificando assim, esta ou aquela falha.

      Infelizmente o Brasil possui um serviço de Correios que definitivamente não é dos melhores. Isso aumenta em muito a chance dos choques nas caixas.

      Já tinha notado certa inclinação em algumas peças em relação à base. O Anjo é uma dessas peças que me parece inclinado. Tal qual o Coringa na coleção da DC. Porém, até havia relacionado à forma da peça sobre a base, entendendo assim que era algo normal. Vou procurar prestar mais atenção.

      Quanto às dicas de reparo, fiz uns dois posts aqui no Blog sobre o assunto, porém esses posts estão longe de esgotar esse assunto. Conheço um colega pelo Facebook que tem pego algumas peças para fazer pequenos ajustes em pinturas e deslocamentos. Porém é um serviço ainda não profissional. Infelizmente temos um déficit atualmente no Brasil quanto à isso.

      Segue abaixo os links para os posts que fiz:

      1 - http://marcelo-antologias.blogspot.com.br/2012/07/miniaturas-marvel-dicas.html

      2 - http://marcelo-antologias.blogspot.com.br/2013/01/miniaturas-marvel-dicas-parte-ii-e.html

      Acho sua preocupação muito importante e, caso algum leitor, tenha alguma outra saída ou informação sobre serviços de reparos nas peças, favor compartilhar!!

      Abc. Allissom!!

      Marcelo.

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Posts Relacionados