domingo, 28 de agosto de 2016

Miniatura DC Série Especial Nº 08 - Solomon Grundy

Miniatura DC Especial Nº 08 - Solomon Grundy

Criado na Era de Ouro dos Quadrinhos, Solomon Grundy foi concebido na esteira do sucesso que filmes de Monstros faziam na década de 40. Sua misteriosa história guarda nuances estranhos, dúbios e, porque não, trágicos. Muito lembrado por leitores antigos em função de sua presença na Liga da Injustiça no desenho animado Superamigos nos anos 70, Grundy possui um legado de batalhas com importantes heróis da Editora do Superman. Hoje conheceremos juntos esta estranha história e veremos os detalhes de sua peça na Coleção de Miniaturas da DC (Eaglemoss).

Miniatura DC Especial Nº 08 - Solomon Grundy

A peça traz Solomon Grundy em seus famosos trajes esfarrapados e encharcados. Sua figura mantem o fantasmagórico tom esbranquiçado usado tantas e tantas vezes para lembrar a palidez cadavérica. Há destaques que precisam ser comentados, dentre eles esse aspecto esfarrapado das roupas do personagem que aparecem bem delineados. As mangas de seu casaco estão acertadamente mais curtas que seus braços, trazendo a ideia de uma roupa que encolheu, ou então, um crescimento do próprio personagem em relação à uma antiga roupa. A camisa (verde clara) aparece desbotada, carcomida, mas ainda assim plenamente identificável como uma camisa. O cinto (supostamente de couro) marrom é um detalhe interessante e praticamente a única cor mais viva a se manifestar na peça.

Miniatura DC Especial Nº 08 - Solomon Grundy

Ainda nos membros superiores, mãos enormes se destacam em relação ao corpo. Essa desproporção parece proposital para destacar a letalidade de se cair no aperto de tamanhas "garras". Em relação aos membros inferiores as calças obedecem o mesmo perfil do casaco em relação aos farrapos, porém destaco a abertura na perna direita, deixando à mostra o joelho. As botinas foram moldadas de maneira a se parecerem exatamente com aqueles "botinões" tantas vezes pescados em lagoas e pântanos em filmes. Todos os contornos das botinas estão esgarçados e tortos, perfeitamente ajustados à ideia de algo que ficou durante muito tempo submerso. Por fim, acho importante referir-me à face de Solomon, que apresenta-se bem modelada, destacando um "grunhido" insano e bestial.

Miniatura DC Especial Nº 08 - Solomon Grundy

Para conhecermos Solomon Grundy temos que recuar para a 2ª metade do Século 19, mais especificamente para o ano de 1894, época em que viveu, em Gotham City, um homem rico e mafioso chamado Cyrus Gold. Cyrus possuía muitas morte nas costas e galgou sua posição de riqueza subindo na hierarquia criminosa de Gotham através de um temperamento violento e implacável. No entanto, ainda no auge de sua carreira criminosa ele seria morto e jogado em um pântano próximo à Gotham chamado "Pântano da Chacina". Este local sempre fora usado para eliminação de dejetos tóxicos entre outros tipos de lixo. No entanto, a lenta decomposição de Cyrus chamou atenção do Parlamento das Árvores (um sociedade formada pela consciência vegetal do Planeta Terra e que de tempos em tempos escolhe um avatar para representa-los fisicamente e assim proteger a vida vegetal de nosso Planeta). O Parlamento tentou ressuscitar Cyrus à semelhança do que fizera tantas vezes no passado ao escolher outros avatares.

Miniatura DC Especial Nº 08 - Solomon Grundy

No entanto, um elemento crucial faltava para esse processo, o FOGO. A morte de Cyrus não incluía sua passagem pelas chamas, inviabilizando o correto processo. Assim, o cadáver de Gold permaneceria no mesmo local após essa tentativa infrutífera do Parlamento por mais 50 anos. Não sabemos muito bem os fatores determinantes do que ocorreu a seguir, alguns acreditam que a mistura dos elementos deixados pelo Parlamento das Árvores em associação com a toxicidade da água. promoveu a ressuscitação do corpo de Cyrus em uma criatura grande, cadavérica, de baixa inteligência e com apenas alguns poucos resquícios da mente de Cyrus. A criatura vagou pelo Pântano em suas primeiras horas de "vida" até encontrar dois criminosos que logo foram mortos e suas roupas usadas para vestir o próprio monstro. Recebido pelos sem-tetos locais e apelidado de Solomon Grundy (em função de uma antiga canção de ninar), a criatura foi acolhida e aos poucos utilizada para roubos em função de sua imensa força o que acabou por chamar a atenção da comunidade super-heroica.

Miniatura DC Especial Nº 08 - Solomon Grundy

O primeiro herói a enfrentar Solomon Grundy foi o Lanterna Verde (Alan Scott). Diferentemente de seus sucessores, o poder deste Lanterna Verde era baseado em uma fonte mística e sua fraqueza era "madeira". Como o corpo de Grundy havia absorvido muitas fibras vegetais durante seu período no Pântano, Alan Scott viu-se diante de um grande inimigo. Ao perceber que Grundy não estava exatamente vivo, Scott não pensou muito e o jogou ao encontro de uma locomotivo destruindo a criatura por completo. Este seria o primeiro de muitos ciclos de destruição (Morte) e renascimento de Solomon Grundy. Não importasse qual fosse a forma como ele era abatido, ele sempre voltava a caminhar sobre a Terra a partir de seu Pântano de origem, tal qual uma maldição.

Miniatura DC Especial Nº 08 - Solomon Grundy

Em meio a esses ciclos de morte e renascimento, Grundy fez parte de emblemáticos grupos de Super-vilões, dentre eles a Sociedade da Injustiça, Sociedade Secreta dos Supervilões e Injustiça Ilimitada. Na maioria das vezes Grundy era manipulado, em função de seu baixo desempenho cognitivo, por algum vilão que queria usa-lo. O interessante é que, a cada retorno da morte, Solomon retornava com uma personalidade distinta, como que a expressar diferentes facetas da mente de Cyrus Gold. Em alguns destes retornos ele passou até a demonstrar sensibilidade e inclinção para o bem, tendo atuado, inclusive, ao lado de alguns heróis, dentre eles os filho de Alan Scott, Jade e Obsidiano, além de Arqueiro Verde e Jack Knight (o super-herói conhecido como Starman). Em um destes retornos à vida, a criatura retornaria até mesmo como o próprio Cyrus Gold, que tentaria, sem sucesso e de forma obcecada, se livrar desta maldição de incontáveis retornos.

Miniatura DC Especial Nº 08 - Solomon Grundy

Embora visto muitas vezes como uma criatura sem capacidade de pensamento articulado e coerente, movido apenas por uma índole violenta, Solomon Grundy é mais que isso. Ele esconde um destino parecido como o de um purgatório na Terra. Revivendo, incessantemente um destino sem sentido, sem vínculos, sem esperança (pelo menos até aqui) de redenção. Sua história vai além do mitos antigos, como os de vampiros, lobisomens e monstros revividos, uma vez que esconde um homem que viveu e errou ao longo de sua vida, mas busca, desesperadamente, uma segunda chance... Este é Solomon Grundy.

Um grande abraço amigos!

6 comentários:

  1. Puxa! Isso tudo que li é mesmo interessante e nos prende.
    Marcelo, você narra com perfeição.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Maria Fernanda!!

      Valeu mesmo pela presença e comentário aqui no BLOG!!

      Um grande abraço pra vc!

      Marcelo

      Excluir
  2. Meu amigo querido, obrigada!
    Comprei os livros os três...
    Mas antes vim reler outra vez, e saí mais decidida ainda.
    Que delícia tudo isso.
    Obrigada pelas dicas.
    Um abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Puxa! Que legal!

      Espero ouvir sua impressões sobre essas HQs que te indiquei. Para mim são excelentes.

      Um grande abraço!

      Marcelo

      Excluir
  3. Olá Marcelo,

    Pela segunda vez fiz um comentário aqui que não foi publicado, assim vou repetir.

    Você foi muito feliz ao fazer a associação do Personagem com a Liga da Injustiça, pois me lembro vagamente deste personagem devido a este desenho maravilhoso que assisti nos anos 80. Ele foi um dos que m,e propus a a comprar, mas com a mudança para resina ainda não o adquiri, vou esperar aparecer por uns R$ 50,00 de algum colecionador frustrado, só assim estou adquirindo estas peças de resina (peguei o Bane por R$ 30,00). Achei a miniatura bem legal e com a sua descrição do personagem fica melhor ainda. Devido ao desenho citado ainda estou querendo as miniaturas do Batmirm com o Mr. Mzyplik (não sei se é assim), e do Arraia, que eram fantásticos nos desenhos, uma pena outros personagens não terem sido lembrados, alias nem sei de Supergemêos são da DC e o Indio que fica enorme.
    Voltando ao Solomon tenho conhecido alguns personagens da DC somente com o lançamento da miniaturas e tenho a dizer que são muitos personagens com histórias muito parecidas e até repetitivas, sem contar com este morre e ressuscita que já superou e muito os da Marvel.

    Sou fã demais das suas postagens e estou vibrando com sua sequencia de matérias das miniaturas espero que você tenha paciência e tempo para fazer sobre todas das duas coleções e depois de outros que foram esquecidos, aí sim teremos uma verdadeira Enciclopédia destes personagens, pois suas matérias são sensacionais.

    Desculpe a delonga.

    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Prezado amigo Wellington...

      O desenho dos Superamigos é super saudoso mesmo! Para todos nós. Sabe que uma vez eu li em algum lugar que alguns heróis deste desenho foram criados apenas para integrar essa versão televisiva. Por isso não foram incorporados no Universo DC das HQs. Caso por exemplo do Índio que vc cita e também dos Supergêmeos. Parece-me que deve haver alguma questão contratual entre DC e a produtora dos desenhos. Infelizmente.

      O Arraia Negra é sensacional sim. Muito assustador diga-se de passagem.

      Seu plano de esperar as miniaturas de resina baixarem e acabar conseguindo comprar de algum colecionador é excelente. Isso mostra que vc tem alma de colecionador e não de acumulador. Geralmente o colecionador vai ficando, com o passar do tempo, mais paciente e não tão afobado em adquirir tudo que vê pela frente como é o caso do acumulador que muitas vezes adquire várias coisas e rapidamente perde o interesse pelo seu objeto de desejo e logo quer vender tudo.

      Você cita uma coisa realmente triste em seu comentário. A banalização das mortes e ressurreições no universo dos quadrinhos. Isso fez muitas sagas ficarem previsíveis e banais. Feitas apenas para gerar efeitos bombásticos. Acho que o que fizeram com o Superman até foi legal. Mataram ele e o ressuscitaram mas nunca mais fizeram isso com ele. Infelizmente esse expediente ficou muito presente nas editoras.

      Fico muito, mas muito agradecido pelo seu comentário final Wellington. Faço essas matérias de coração e fico mais contente ainda de conseguir tantos amigos como vc pelo caminho.

      Valeu mesmo.

      Eu que peço desculpas pelo "Jornal" que acabei escrevendo aqui.

      Gde. Abc.

      Marcelo

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Posts Relacionados