segunda-feira, 10 de janeiro de 2011

Há um Silêncio...

Estranho é perceber que a natureza encerra um grande silêncio. Não pensemos nós, nem por um minuto que esse silêncio significada "vazio". Não! Pelo contrário, é um silêncio cheio de significados. Mas o estranho é que por mais que nos enforcemos, em nossa condição humana não conseguimos apreender esse signifcado. Parece vetado à nós. Embora existam imagens e sons (vento nas árvores; pássaros que cantam; quietas, imóveis e milenares pedras no caminho; folhas roçando umas nas outras; animais que correm para lá e para cá), todos esses sons e imagens nos são insondáveis. Significam alguma coisa... tenho certeza disso! Mas me escapa. Não conseguimos penetrá-los e integrá-los por completo. É desse silêncio que falo. Um silêncio mais profundo, antigo, milenar, e ouso dizer, com uma mistura de acolhimento, mistério e profundidade. Algo que se sente, mas não se consegue capturar, nem em sua parcialidade quanto menos em sua totalidade.
Cruzamos uma fronteira em um passado longínquo que nos separou dessa profundidade. Desde então o que fazemos é sempre nos afastar mais e mais desse precioso, enigmático e amoroso silêncio. Com nossos barulhos constantes, TVs, rádios e ruídos contínuos, nos esquecemos de olhar, contemplar e ficarmos quietos. Não conseguimos mais ouvir nossa prórpia voz. O que temos em nosso interior é na verdade o somatório de vozes externas que foram com o tempo substituindo o nosso próprio som interior. A "Criação" parece, em seu profundo e indecifrável silêncio, nos lembrar disso...
Por fim percebo que existem fronteiras novamente a serem conquistadas, limites interiores a serem atravessados de volta à simplicidade. Partilhar do simples e humilde silêncio das coisas é mais que nada um caminho interior. Depois de muito tempo entendo que essa dádiva é dada àqueles que a buscam, mas não no nosso tempo. Aqui já tenho minha primeira lição, a paciência de apenas ficar imóvel, quieto, observando o silêncio... nesse processo, um dia talvez consiga entender uma pequena parte do colossal significado desse silêncio. Um silêncio que tem falado muito, mas muito alto dentro de mim...

Talvez assim conseguisse saber o que essas pequenas estão me dizendo.


Um comentário:

  1. Parabéns ! Belas fotos.
    Estava com saudades de suas postagens.
    Ao ler o que escrevestes, lembrei-me de um texto judaíco que diz: Na procura de conhecimento,o primeiro passo é o silêncio...o que é uma grande verdade.
    Abraços.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Posts Relacionados