domingo, 26 de abril de 2015

Vingadores 2 - A Era de Ultron


Olá amigos... Os Vingadores retornam não deixando pedra sobre pedra em seu caminho rumo ao panteão dos Bluckbusters modernos. O filme que estreou no Brasil na última quinta feira (23/04) já levou multidões aos cinemas e, a julgar pelos diversos tipos de pessoas presentes nas diversas sessões, prova definitivamente que vivemos num mundo conquistado pela Marvel. Sem dúvida Kevin Feige consolida seu plano iniciado em 2006 com Homem de Ferro I e prova aos magnatas do entretenimento que a receita do sucesso das adaptações dos quadrinhos é: a) tratar a mitologia original dos personagens como se fosse um cânone a ser seguido a risca, sob o risco dos aficionados perceberem o embuste e botarem tudo a perder; e b) trazer efeitos especiais de primeira com muita luta e cenas grandiosas, sabendo no entanto que isso não vale absolutamente nada se o foco não for colocado na humanidade do herói ou vilão, com suas dúvidas e dramas pessoais.


O filme traz muitas surpresas sobre a vida de alguns personagens bem como sobre a dimensão que a Marvel quer trazer ao seu universo nas telas. Com lançamentos já oficiais de filmes até 2019 e extraoficialmente até 2028, Kevin Fiege finalmente desfralda sua gigantesca visão à indústria do entretenimento. Se antes ela vivia de imediatismos e bilheterias, hoje ela percebe que o plano de longo prazo, sem pressa e com qualidade pode ser a aposta certa. O cuidado com a construção dos personagens em filmes individuais fez com que a plateia no cinema se deleite com cada fala do herói ou vilão, como se duplos sentidos estivessem escondidos e, na maioria das vezes, estão mesmo.


No filme o fã poderá ver em uma sequencia toda fúria do Hulk liberada sobre uma cidade indefesa, algo só visto antes nos quadrinhos clássicos e antigos. Poderá também ver o sutil humor em vários momentos, um humor na medida certa, mas que se fosse usado de forma desmedida traria total descrédito a filme. A presença aqui e ali de personagens que apareceram em filmes anteriores (ex. Falcão, Máquina de Combate) trazem a agradável ideia de coesão à tudo. Novamente a história conduz os Heróis Mais Poderosos da Terra a situações de discórdia e desagregação, porém a solução passa pelo que todo fã quer ver, ou seja, pelo ideal super-heróico.


Um dos pontos de maior expectativa entre os fãs e para mim é o aparecimento do andróide Visão, incrivelmente interpretado pelo ator Paul Betany, com aquela sutileza filosófica tão presente no herói cibernético nos quadrinhos. Paul Betany já era conhecido do Universo Marvel há muito tempo ao fazer a voz da Inteligência Artificial conhecida como Jarvis. A presença do androide a partir de um certo ponto do filme, com toda sua estranheza e comportamento ainda desconhecido, traz uma expectativa contínua sobre sua participação na equipe.


Ultron é o vilão que a Marvel prometia: bizarro, violento, onipresente e quase onisciente. Sua criação é cercada por nobres questões e dúvidas, e sua estranheza pela humanidade faz alusão às ideias e histórias robóticas do Mestre Isaac Asimov. Talvez o único ponto que me chamou atenção negativamente foi a forma às vezes até jocosa que Ultron passou a se dirigir às pessoas. Como se quisesse fazer piadas. Talvez isso possa ser explicado pela sua rapidez em absorver as convenções sociais humanas. O movimento labial do vilão também não me pareceu muito crível, já que como é um robô feito de metal o movimento de sua boca deveria ocorrer em conjunto e não simular as pequenas ações labiais musculares humanas. Mas é claro que estou sendo preciosista nesses comentários, algo que não tem valor algum no conjunto final que é excelente.


Faço menção ainda às ótimas cenas envolvendo as credenciais da pessoa para erguer o Martelo de Thor, algo que rendeu muitas sequencias interessantes. A armadura do Homem de Ferro está muito bonita, e podemos ver Stark verdadeiramente dentro dela, algo que não aconteceu muito em Homem de Ferro 3. Máquina de Combate faz participação honrosa também. Os gêmeos Pietro e Wanda Maximof não fizeram feio. Confesso que não me agradou muito a escolha do ator que interpreta Mercúrio, pois em minha mente ele deveria ser interpretado por alguém mais magro e de cabelos brancos, e para Feiticeira Escarlate eu esperava alguém com um corpo mais "a lá" Angelina Jolie. Mas eles não decepcionaram.


Bom amigos... Essas são minhas impressões e espero que, quem ainda não foi, vá ver. Depois de uma semana cheia de polêmica envolvendo nossas peças da Eaglemoss (Metal x Resina) acho que precisávamos de um descanso assistindo à Vingadores 2!!

8 comentários:

  1. Olá Marcelo!

    Sútil. Essa foi a palavra que me veio a cabeça ao ler seu post. O por quê? Ainda não fui assistir o filme e estava com medo de ler seu post e ver o filme na minha cabeça.

    Mas não! Você com sua sutileza e atenção aos detalhes me convenceu de quê eu preciso ir hoje assistir esse filme.

    Muito bom o post, excelentes comentários e a expectativa aumentada.

    Att. Esnaider

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Esnaider...

      Tudo bem?

      Cara... Em primeiro lugar gostaria de pedir desculpas pela demora em responder. Estou mudando de apartamento e iniciando uma reforma no novo. Vou passar vários meses na minha sogra e ainda estou me adaptando. rs rs rs

      Mas pretendo voltar a responder rapidamente de novo aos comentários.

      Que legal que gostou do post. Acho que é muito possível se escrever sobre algo e não revelar spoilers. No caso dos Vingadores eu gostei do filme. Sei que muitos continuam buscando mais do que um filme de heróis nessa produção, mas creio que a Marvel sempre manterá uma abordagem mais suave e pop nesses filmes carro-chefe deles e deixar reflexões mais profundas e violentas para segmentos específicos, como por exemplo a série do Demolidor que se afasta bastante dos Vingadores não apenas em temática, mas também em reflexões.

      Gostaria de saber depois sua opinião sobre o filme!!

      Valeu Esnaider!!!

      Abração!!

      Marcelo.

      Excluir
    2. Olá novamente.

      Bom, assisti ao filme e....

      Gostei. O filme em si é bem produzido e com um roteiro bem eletrizante, recheado de cenas de ação, conflito pessoal e introdução de personagens em boa medida. Além de bons efeitos, bem críveis.

      Assisti com a minha esposa e pude perceber que para quem não conhece o Universo Marvel das HQ's, surgem muitos questionamentos a respeito de locais, personagens e itens (vibranium, Wakanda, joias do infinito) mas nada que comprometa o resultado final.

      Não entrarei no quesito Vingadores 1 versus Vingadores 2, por que acho que não cabe comparação. O primeiro traz um ineditismo, heróis conhecidos e refeitos (no caso o Hulk), na trilha de sucesso como Homem de Ferro, Thor e Capitão América. O segundo dá continuidade e aprofunda um pouco mais no Universo Marvel. Nos apresenta um Visão, muito bacana, abre a brecha para o relacionamento entre Vanda e Visão. Não dá e nem é justo comparar.

      Bem, só posso dizer que tenho gostado da linha que a Marvel está trilhando, só espero que o embroglio com as outras produtoras se resolvam pra que possamos ver os maiores hérois do mundo juntos, sem essa de não poder citar "mutantes" e outros personagens por questões de contrato.

      Abraço!

      Esnaider

      Excluir
    3. Muito boa e coerente sua opinião Esnaider. Gostei de lê-la.

      Concordo com você. Há muitos comparando Vingadores 1 com o 2 e acho uma grande injustiça com um ou com outro filme. Acredito que Vingadores ou mesmo os heróis do cinema em geral serão tratados pela Marvel mais como Pop Stars. Para atrair diversos extratos da sociedade e idades.

      Por isso acho que sempre serão mais leves e com uma narrativa mais pop mesmo. Pr isso começo a me interessar cada vez mais pelo universo que a Marvel começa a desenvolver nas Séries para TV, onde acredito mais que a temática, dramas e questões mais profundas serão abordadas. Cito como exemplo o Demolidor.

      Por isso acho que o projeto da Marvel é fantástico, porque para o público em geral haverá as Telonas, e para o público mais conhecedor e fã existirá a Telinha.

      Grande abraço amigo!!

      Marcelo

      Excluir
  2. Deixa eu ver se eu entendi. Eu acho o seu blog como parceiro do Marcelo Keiser. Abro ele, e começo a ler esse texto, muito bem escrito, embora eu tenha tido outra visão do filme. Vejo a estrutura do blog, tudo muito bem montado e organizado. Vou vendo outras coisas e penso: "será que esse cara aceitaria ser parceiro do meu blog?", quando me dou conta que no canto direito do seu blog, meu blog está adicionado como "Blogs Amigos e Sites Interessantes". Me senti honrado agora.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E aí Ozymandias...

      Tudo bem?

      Agradeço sua presença e fico feliz que tenha gostado do meu Blog. Espero vê-lo mais vezes por aqui opinando e comentando. Para mim o que mais vale mesmo é essa troca de opiniões a as amizades mesmo.

      Que bom que gostou de ver seu blog na minha lista de blogs interessantes.

      Um grande abraço!!

      Marcelo.

      Excluir
  3. Curti o filme, mas da Marvel Studios pra mim o melhor ainda é Guardiões da Galáxia. Também achei o Vingadores 1 melhor que o 2.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E aí amigo...

      Blz!? Creio que o ineditismo do filme Vingadores 01 sempre colocará o filme à frente dos que virão. Na época dos Vingadores 01 tudo era inédito. De qualquer forma Vingadores 02 é ação do começo ao fim e acho que a Marvel manterá essa abordagem mais pop nesses filmes Block-buster. Acho que eles deixarão reflexões mais profundas, sombrias e violentas para outros segmentos, como por exemplo as série do Demolidor.

      É isso aí!!

      Grande abraço!

      Marcelo.

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Posts Relacionados