domingo, 7 de janeiro de 2018

Miniatura DC Nº 27 - Exterminador

Miniatura DC Nº 27 - Exterminador

Slade Wilson foi um militar extremamente condecorado, digno das mais altas honras concedidas à um combatente militar. Uma associação de situações, no entanto permitiu que uma índole selvagem, antes sublimada pela hierarquia militar, aflorasse e desse lugar ao personagem que conhecemos hoje como o Exterminador. Especialista em armas de fogo, lâminas e combate corporal, Wilson foi ferido por algo capaz de gerar uma dor incomensurável para qualquer um: sua família. Como um dos maiores inimigos da equipe os Novos Titãs, Slade Wilson consolidou sua reputação e sua letalidade dentro do Universo DC, transformando-se em uma lenda mortal à altura do Cruzado Encapuzado de Gotham. O Exterminador aparece na Coleção de Miniaturas DC da Eaglemoss em grande estilo, portando suas duas armas características, uma lâmina e uma arma de fogo.

Miniatura DC Nº 27 - Exterminador

A peça traz o personagem em seu característico uniforme azul e laranja com uma máscara dividida com espaço apenas para 01 olho, já que Wilson tornou-se caolho vítima da própria esposa. As cores estão bem delimitadas e os adereços reforçam o contexto bélico do personagem, dentre eles, o cinturão de balas ao redor do tórax, o cinto militar com suas diversas bolsas, além das braçadeiras ao redor das coxas. Há também um coldre fechado integrado ao cinto à esquerda e tanto o cabo da espada quanto a arma de fogo são itens bem trabalhados na peça. Percebe-se claramente que parte da malha que recobre o tronco de Slade é formada de escamas (possivelmente de metal) para proteção. A fivela prata do cinto está muito bem delimitada, o que, apesar de ser um pequeno detalhe, mostra a qualidade da peça, que é superior em relação à várias outras da coleção. A vestimenta encobre todo o corpo, impedindo à principio qualquer identificação de Slade, muito embora todos saibam de sua identidade civil.

Miniatura DC Nº 27 - Exterminador

Sempre achei interessante o reforço usado no cano das botas do Exterminador. Além, é claro, de seu uso em combate (já que confere mais proteção à perna do soldado), parece-me que houve uma época em que muitos desenhistas de super-heróis incorporaram este detalhe nos personagens, haja vista representações, por exemplo, do Capitão América na década de 80. Um último detalhe a ser levantado é a presença de tiras atrás da cabeça (possivelmente para prender à máscara). Achei muito legal a presença destas tiras e do fato do artista tê-las modelado soltas, como que agitadas pelo vento. Tanto que foi isso que me levou à situar o Exterminador no cenário destas fotos. Como que de tocaia no alto de um prédio tendo a cidade toda como alvo.

Miniatura DC Nº 27 - Exterminador

Slade Wilson entrou para o Exército muito jovem e desde o início destacou-se nos esportes e em sua grande habilidade para combate corporal. Isso valeu-lhe o ingresso em Forças Especiais de Elite rapidamente. Ainda jovem, Wilson já possuía vasta experiência em campo. Uma de suas instrutoras na época, Adeline Kane, se tornaria sua esposa, com a qual teve dois filhos, Grant e Joseph. Ele também se voluntariou em um programa do Exército no qual foi inoculado com uma substância que ampliou seus sentidos, força e inteligência. Isto quer dizer que Slade é realmente um oponente quase imbatível. O ponto de inflexão negativo na sua carreira foi, provavelmente sua exoneração do Exército ao desobedecer ordens diretas de não interferir no sequestro de um amigo de longa data, Wintergreen. Portador de habilidades incríveis e sem poder usa-las à serviço da lei (dentro do Exército que era sua grande paixão), Slade foi seduzido pela ideia de se tornar um mercenário, vendendo seus serviços letais. Com uma vida tão próxima do perigo, Slade teve seu filho Joseph sequestrado e, ao ser salvo pelo pai, o garoto acabou ferido na garganta e perdeu a voz.

Miniatura DC Nº 27 - Exterminador

Foi neste ponto que a esposa de Slade, Adeline, resolveu abandona-lo, privilegiando assim a segurança dos filhos. Seguindo com sua vida de mercenário e já adotando o nome de Exterminador, Slade teve uma filha no Camboja chamada Rose Worth, que viria conhecer apenas depois de muitos anos. Neste meio tempo Grant crescera e ficara obcecado pela figura do Exterminador, mesmo sem saber que ele era seu pai. Seguindo a inclinação (talvez genética) para o combate, Grant se tornaria o mercenário chamado Devastador, aceitando uma missão da organização criminosa conhecida COLMEIA. A missão era destruir os Novos Titãs. Esta mesma missão havia sido oferecida a Slade, que a recusou na época. Grant acabou morto no confronto com os Titãs, colocando assim o Exterminador em rota de colisão com a equipe para vingar a morte do filho. Demorou muitos anos, mas Slade Wilson praticamente atingiu seu objetivo de ter os Titãs à sua mercê ao infiltrar uma agente superpoderosa chamada Terra na equipe. Tal arco ficou conhecido como O Contrato de Judas. O líder dos Titãs, Asa Noturna, só conseguiu vitória sobre Slade ao se associar à Joseph, o outro filho do Exterminador, que adotara o nome de Jericó. 

Miniatura DC Nº 27 - Exterminador

A moral ambígua de Slade o fez lutar ao lado dos Novos Titãs posteriormente, quando seu filho Jericó foi possuído por um espírito demoníaco e tornara-se líder de uma Sociedade Secreta chamada Gnu. Ao final deste arco Jericó termina morto e o ódio de Slade pelos Titãs renovado. Nesta época ele descobriu que tinha uma filha no Camboja, indo ao seu encalço e inoculando na filha (Rose) o mesmo soro que anteriormente ampliara suas faculdades físicas. Rose passa por um período de loucura sob efeito da droga, quando arranca um de seus olhos para ficar parecida com o pai. Na verdade, Slade a queria como sua aliada em sua cruzada contra os Titãs, porém, passado o efeito colateral da loucura, Rose simpatiza com o ideal dos Titãs e se alia a eles assumindo o nome de Devastadora, outro golpe duro e cheio de traição da própria família sob a concepção de Slade. Como se não bastasse, a sensitiva/bruxa Ravena (integrante dos Titãs) ressuscitou o corpo de Jericó devolvendo-lhe a alma. Após exorcizar todo mal de sua alma, Jericó também se torna integrante dos Titãs.

Miniatura DC Nº 27 - Exterminador

Slade decide formar sua própria equipe para combater os Novos Titãs, os chamados Titãs do Leste, o que resulta em um confronto sangrento entre as duas equipes. Diante do intenso combate entre os grupos, o Exterminador se dá conta que queria tanto a presença de seus filhos ao seu lado que foi capaz até de arriscar a segurança dos dois ao investir contra a equipe à qual faziam parte. Com isso ele determina o fim das hostilidades mas, apesar dos sentimentos do pai, Jericó e Devastadora decidem permanecer nos Novos Titãs, o que devolve o Exterminador à sua antiga vida de mercenário. É importante ressaltar que Jericó e Devastadora possuem as mesmas inclinações de seu pai, o que influenciou a saída dos dois posteriormente dos Titãs.

Miniatura DC Nº 27 - Exterminador

O Exterminador talvez tenha se tornado tão duro e descrente da humanidade em função do que aconteceu consigo ao longo de sua vida. Mas houve também escolhas erradas que o levaram para o caminho que trilhou, sendo assim não pode alegar inocência perante seus atos homicidas. Ele é um destes complexos personagens dos quadrinhos que pode funcionar tanto como anti-herói, como vilão, embora na maioria das vezes Slade apareça ao lado dos criminosos. O caráter denso e letal do Exterminador inspirou sua paródia pela Marvel ao criar o personagem Deadpool, que se chama Wade Wilson inspirado no nome Slade Wilson. Deadpool é tagarela, irresponsável, cômico e cheio de tiradas inverossímeis, ou seja, é a antítese do Exterminador, exceto pela letalidade.

É isso aí amigos... Um forte abraço à todos!!

4 comentários:

  1. Puxa! As histórias Marvel
    sempre têm algo de muito profundo e interessante.
    Você descreve o personagem Wilson
    nos seus mínimos detalhes
    acho isso fantástico Marcelo.
    Que estória desse Wilson hein? Nossa!
    Obrigada pela deliciosa leitura.

    Um abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Maria Fernanda!

      Tudo bem? Espero que sim!

      No fundo a mitologia DC e sim muito rica em dramaticidade. Slade Wilson é um tipo de anti-herói mesmo. Lembra outros do tipo, tais como Doutor Destino e Justiceiro da Marvel.

      Valeu Maria Fernanda!! Apareça sempre!

      Abcs.

      Marcelo

      Excluir
  2. Bom dia Marcelo, tudo beleza?

    Excelente matéria do Slade (um dos melhores personagens Dc na minha Opinião).
    Enfim, consegui fechar minha coleção das Miniaturas DC Eaglemoss, porém ainda não foi falado nada a respeito da linha Especial de minis "O Dia Mais Claro a Noite Mais Densa". você está sabendo se eles tem interesse em trazer essa expansão para o Brasil?
    Seria bem interessante esses personagens nas nossas coleções não é mesmo?

    Abraço, Sergio.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Sergio!

      Obrigado pelo comentário! Desculpe a demora em responder. As coisas ficaram meio corridas por aqui! rs rs

      Estou na mesma situação que você. Aguardando um possível lançamento desta coleção. Eles venderiam muito. Já que toda uma gama de colecionadores prontos para comprar iriam fazê-lo. Já que não deixariam incompleta.

      Não estou sabendo por enquanto de nada Sergio. Eu tinha um amigo que até tinha contato com a Eaglemoss. Mas já há uns 03 anos ele não tem mais. Me falou que a empresa se tornou extremamente fechada!

      Talvez uma boa seria nós nos manifestarmos junto à eles. Vou fazer isso.

      Valeu amigo, e desculpe a demora na resposta.

      Marcelo

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Posts Relacionados