sábado, 30 de dezembro de 2017

Destaques 2017


Olá amigos... 2017 foi um ano que simplesmente voou para todos nós. Aproveitando os estertores deste ano que agora se despede, resolvi comentar alguns destaques que, ao meu ver, são dignos de serem relembrados e celebrados. Diferentemente de muitos sites e blogs que costumam destacar apenas obras e lançamentos do ano, decidi construir esta matéria focando não apenas em lançamentos específicos, mas também em acontecimentos do mercado editorial de quadrinhos no Brasil, mais especificamente do Universo dos Super-heróis. Lembrando é claro, que esta lista refere-se à minha análise pessoal.


Digo sem medo de errar que 2017 foi o ano que consolidou duas grandes linhas da Panini, A Coleção Histórica Marvel e A Coleção Lendas do Universo DC. A primeira vem numa trajetória de sucesso desde o ano de 2012, mas sem dúvida nenhuma em 2017 se fortaleceu com o lançamento da Coleção Histórica Marvel (CHM) - Wolverine (04 volumes), a CHM - Paladinos Marvel (04 volumes), o volume único Torneio de Campeões e 01 novo volume de uma nova série de CHM do Drácula. O grande diferencial desta coleção, além de ser material clássico, são o preço e o box personalizado que acompanha cada série para guardar os encadernados.


À semelhança da CHM, a DC possui uma proposta similar aqui no brasil, a Lendas do Universo DC, que  iniciou seus lançamentos em 2014 com material clássico do Batman. No entanto, com o sucesso do material a Panini expandiu este selo para outros personagens. Em 2017 vimos chegar às bancas e livrarias conteúdo excepcional dentro desta linha, a saber: Lendas do Universo DC - Mulher-Maravilha de George Pérez (Material Clássico que traz o Reboot da heroína Pós-Crise nas Infinitas Terras), Lendas do Universo DC - Darkseid, Lendas do Universo DC: Super Powers - Jack KirbyLendas do Universo DC - Coringa, e Lendas do Cavaleiro das Trevas - Don Newton. As edições mantém o diferencial do preço e importância do material, mas infelizmente não traz o box para guarda do material de cada coleção.

Tivemos também uma onda de relançamentos importantíssimos para os quadrinhos. Em relação à DC seguem alguns deles abaixo:


Os Maiores Super-Heróis do Mundo é um encadernado gigante que compila trabalhos autorais específicos de Paul Dini e Alex Ross. A dupla lançou Graphic Novels Gigantes tendo os principais medalhões da DC como protagonistas de cada um (Superman, Mulher-Maravilha, Batman, Shazam). Fechando esta sequencia de volumes independentes, a dupla terminou com um da Liga da Justiça. A obra Os Maiores Super-Heróis do Mundo nada mais é do que todos estes volumes encadernados em um só. O material é imprescindível não apenas pelo traço incrível de Alex Ross, mas porque Paul Dini conseguiu captar como ninguém o DNA de cada personagem, mostrando porque são comparados à lendas!


Por falar em Paul Dini (para quem não se lembra, ele foi um dos principais roteiristas da premiadíssima Série Animada do Batman dos anos 90) tivemos dois encadernados lançados com sua assinatura. O 1º (Batman - Louco Amor) é uma adaptação de um dos melhores episódios (se não o melhor) da Série Animada supracitada, e o 2º, Batman - Arlequina traz histórias clássicas da parceira do Palhaço do Crime. Aliás, para quem não sabe a Arlequina foi criação de Paul Dini e se houve alguém que entendeu a mística que rodeia os personagens da DC foi Paul Dini.


Outro relançamento que me deixou muito feliz foi ter visto novamente nas bancas (agora em capa dura) a história Superman - Batman: Os Melhores do Mundo. Em tom vintage, o arco é uma grande história que tem aquela "pegada" nostálgica que busca dissecar o âmago do herói e vilão, ou seja, traz os personagens do título em seu estado "bruto", original.

Do lado da Marvel tivemos também relançamentos memoráveis. Vejamos alguns deles:


A Morte do Capitão Marvel voltou às bancas brasileiras depois de décadas, agora em formato luxuoso e com acabamento digno. O arco marca o ocaso melancólico de um dos maiores guerreiros da Editora pelas mãos do mais improvável inimigo, o Câncer. Esta abordagem realista para a morte de um personagem ficcional ajudou a aproximar ainda mais o universo mítico dos super-heróis ao nosso. A história é épica e é obrigatória na estante de qualquer fã de quadrinhos. O Capitão Marvel viu a glória pelas mãos do roteirista Jim Stalin (criador de Thanos) e protagonizou este épico final de forma digna e soberba.


Embora também presente nas Coleções de Graphic Novels de Capa Preta e Vermelha da Editora Salvat, A Queda de Murdock e O Homem Sem Medo são dois arcos obrigatórios do Demolidor que voltaram às bancas. O 1º é a obra-prima de Frank Miller que chegou a ser vendida há alguns anos aqui no Brasil por valores impensáveis para um quadrinho. O 2º funciona como se fosse um Demolidor Ano Um do Frank Miller, ou seja, uma tentativa de reproduzir no personagem uma abordagem adulta vista anteriormente em Batman - Ano Um. Ambos são materiais excelentes, aliás eu diria que o 1º é mais ainda, é excepcional.


Marvels é a obra-prima dos anos 90 (ao lado é claro de Reino do Amanhã da DC) de Kurt Busiek e Alex Ross. Lançada várias vezes no Brasil, nem por isso perdeu sua relevância e permanece digna de ser mencionada sempre que ganha novo formato. Este ano a Panini trouxe uma edição (que eu diria definitiva) para a obra, com uma capa e quarta capa absolutamente lindas (acima). Caso você não conheça corra e adquira. Obrigatório! A gênese do Universo Marvel pelo sensível olhar de um homem comum.


Terra X era talvez o relançamento mais esperado por todos. O arco traz capas e artes conceituais de Alex Ross e arte interna de John Paul Leon. A história possui roteiro de Alex Ross e Jim Krueger e trata do fim do Universo Marvel. É uma obra-prima sob diversos aspectos, sobretudo na sensação de tristeza e melancolia que acompanha a narrativa ao mostrar um universo que, apesar das boas intenções dos heróis, se tornou um caos. Muitos leitores buscam encontrar nesta história o ritmo tradicional das HQs mensais e por isso frustram-se e acabam por dizer que a história não é tão boa. Mas a verdade é que os autores saem da fórmula tradicional das HQs e realmente constroem um épico entrecortado por profundas reflexões.

Da linha Vertigo pudemos comemorar a finalização da Saga de Promethea de Alan Moore com o lançamento do Volume 2.


Fora do eixo Marvel-DC editoras independentes como Pipoca e Nanquim se destacaram ao trazer material de grande qualidade. Confiram!


Espadas e Bruxas: Obra incrivelmente desenhada por um gênio das artes gráficas, o espanhol Esteban Maroto. A obra se divide em três partes, cada uma estrelada por um Bárbaro criado por Maroto. São pequenos contos que se encadeiam a partir de magia, barbarismo, feitiçaria, tempo e até romance. Uma obra que precisa ser apreciada também com uma mente diferente daquela que muitos estão acostumados nos quadrinhos mainstream


Cannon é uma obra que ainda não li, mas a trago aqui em função de seu autor, Wallace Wood. Um dos gigantes da indústria dos quadrinhos, tanto da Era de Ouro quanto da Era de Prata.



Moby Dick, o clássico de Herman Melville ilustrado pelo francês Chabouté. O livro de Mellville está aqui transcrito em todo seu vigor sob o traço claro/escuro de Chabouté.


Ganhadora do Prêmio Eisner (o Oscar dos Quadrinhos) em 1994, Um Pequeno Assassinato valeria menção apenas pelo seu autor, Alan Moore. Mas a história é realmente cheia de camadas e impressionante, sendo um marco na carreira de Moore, uma vez que é um dos seus primeiros trabalhos após o fim de seu envolvimento profundo com o Universo dos Super-heróis nas grandes editoras (Marvel/DC).


E surpreendendo à todos, a Editora Pipoca e Nanquim trouxe Conan - O Bárbaro em livro. O livro traz os textos originais do criador do Bárbaro Cimeriano (R. E. Howard) na ordem em que foram publicados. Serão 03 livros que trarão a obra completa de Conan pelas mãos de seu criador. O trabalho e o cuidado com a edição (marca já registrada da Editora) é incrível.

Eu não poderia deixar de mencionar aqui (como destaque) as coleções de Graphic Novels que definitivamente invadiram o Brasil, a começar pela Coleção Original de Graphic Novel da Salvat (Capa Preta) que, apesar de já ter sofrido uma primeira expansão passando de 60 volumes iniciais para 120, agora sofre a segunda expansão. Os volumes desta nova fase, ao que tudo indica, trarão material da Nova Marvel.




A Salvat realmente parece que engatou a marcha em resposta à boa aceitação do mercado para suas coleções, pois 2017 vimos chegar duas outras coleções robustas e neste formato: A Coleção Definitiva do Homem-Aranha e a Coleção Tex Gold.



O ano de 2017 também viu a Salvat expandir suas fronteiras para coleções capa-dura em outros formatos, caso da Coleção Os Vilões Mais Poderosos da Marvel que contará com apenas 06 volumes (cada um abordando um vilão diferente) e da Coleção Marvel Edição Especial Limitada dos Vingadores em 03 grandes volumes, trazendo a fase dos lendários George Perez e Kurt Busiek do início dos anos 2000. E como se não bastasse a Salvat iniciará uma poderosa coleção do Conan intitulada A Espada Selvagem de Conan em março de 2018, bem como uma coleção menor do Thor.

Embora muito criticada pelos fãs em função do preço, não posso deixar de destacar outra coleção capa-dura de 60 volumes, A Coleção de Graphic Novels DC Comics Eaglemoss. Uma portentosa coleção que, ao que tudo indica, também ganhará expansão para 2018.

Link para os Lançamentos

Bom amigos... Sei que muito mais coisa saiu no mercado, mas estas foram as que (à princípio) me chamaram atenção por abranger, sobretudo, material clássico, do qual sou fã. E você, o que acrescentaria nesta lista? Forte abraço à todos os amigos que acompanham o Blog e um excelente 2018!!!


4 comentários:

  1. foi talvez um excelente ano para os quadrinhos.

    haja espaço e dinheiro para tanta coisa boa.

    abç!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É verdade...

      Foi um excelente ano sim. Acredito que o mercado de quadrinhos encontrou seu lugar e nicho.

      Agora... Espaço e dinheiro são as duas preocupações mesmo!! rs rs rs

      Forte Abraço!!

      Marcelo

      Excluir
  2. Eu gosto muito do seu blog. Gostei muitos dos volumes lançados da CHM e dos encadernados de luxo de o Demolidor. Parabéns. Sucesso.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá amigo!!

      Muito obrigado pela presença e pelo comentário!!

      Fico muito feliz que goste aqui do Blog. Como sempre falo, procuro fazer tudo com muito esmero.

      Valeu mesmo!!

      Marcelo

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Posts Relacionados