quinta-feira, 22 de dezembro de 2016

Viagem Literária - 2016


Em 2016 minha viagem literária levou-me a navegar pela transferência de materiais químicos entre o nosso Universo e um outro, paralelo ao nosso, no qual habitam criaturas tão críveis e envolventes quanto os humanos, embora completamente diferentes de tudo que pensamos. Levou-me ainda às ruas sujas, pichadas e violentas de uma Nova York do fim dos anos 70, em que garotos perdidos organizados em gangues se matavam dentro de um código de conduta brutal e tribal. Pude também entrar nos bastidores de uma das editoras mais fantásticas já criadas. Uma editora que produziu uma literatura marginal, criticada e desprezada pelos meios acadêmicos, mas rica e cheia de vida: A Editora Marvel... Com seus vícios, defeitos e virtudes. Levou-me ainda para uma batalha cósmica violenta e grotesca, travada por idosos acima de 75 anos. Uma viagem na verdade pela mente de homens e mulheres na 3ª idade que simplesmente viram soldados, justamente por não terem mais nada a perder. Consegui ainda viajar pelo Mundo Quântico com suas inexplicáveis possibilidades infinitas, todas reais e verdadeiras e migrar para o que há de mais longínquo no Universo. Por fim, encerro o ano dentro da mente de um menino autista que... Desenhava Monstros.

Livro 01 de 2016

Os leitores de longa data aqui do Blog sabem de minha paixão pela escrita científica e fantástica de Isaac Asimov. Em Os Próprios Deuses, Asimov constrói de forma crível a hipótese (atualmente considerada fortemente pela Física) de troca de matéria entre Universos. Assim como uma Bomba de Sódio-Potássio trabalharia para manter o equilíbrio entre o meio intra e extra-celular, assim os Universos trocariam matéria para manterem-se equilibrados. Mas Asimov faz isso construindo uma incrível história sobre homens, suas ambições, ciência e novos seres que habitam um novo e diferente Universo!!!


Livro 02 de 2016

Warriors - Os Selvagens da Noite é como um instantâneo de uma noite na vida de uma Gangue de rua, Os Warriors. Publicado inicialmente em 1965, Warriors virou filme em 1979 pelas mãos do Diretor Walter Hill, sendo sucesso de público.  As sessões de cinema do filme tiveram que ser interrompidas na época de seu lançamento porque muitos garotos queriam praticar a mesma coisa que os personagens da história, instigados pela história visceral de Sol Yurick. O filme é muito bom também, mas tem muita coisa diferente em relação ao livro, que é mais profundo ao relatar o microuniverso de cada personagem. A Obra traça um painel da desesperança que vive no coração de jovens soterrados pela falta de perspectiva e de futuro, e como isso torna-se um terreno fértil para a formação de estruturas de poder calcadas em hierarquias militares. Livro obrigatório para quem deseja entender, pelo menos um pouco, dos movimentos sociais.


Livro 03 de 2016

Marvel Comics - A História Secreta de Sean Howe é um livro incrível. Para aquele que é fã do Universo Marvel e deseja transcender as páginas dos quadrinhos e enxergar pelo buraco da fechadura para entender o que se passava na Casa das Ideias ao longo de seus anos de existência, o livro é essencial. Sean Howe consegue entregar um livro destituído de parcialidades e mostra cada roteirista e desenhista de uma forma simples e honesta, sem exalta-lo mas também sem denegri-lo. Destaque para a personalidade de Stan Lee que percorre todo o livro. O autor foi muito justo com Lee. Em outras obras Stan Lee já foi, muitas vezes, retratado como alguém que teria se aproveitado do gênio criativo de alguns grandes nomes da Indústria dos Quadrinhos. Na verdade o veredito final que fica para o leitor ao ler esse livro é que Lee também foi vítima da estrutura de poder e dinheiro montada sobre as HQs, tendo que fazer o possível para lidar com os gênios sob sua tutela. Um livro incrível mesmo. Minha única ressalva é em relação ao final. O autor é detalhista ao longo de toda obra, mas quando chega ao final é extremamente sucinto ao relatar o episódio da compra da Marvel pela Disney. Algo que todo fã gostaria de saber. Mas de resto é essencial!!


Livro 04 de 2016

No meu aniversário de 75 anos fiz duas coisas: visitei o túmulo de minha esposa, depois entrei para o exército. Com esta frase John Scalzi abre Guerra do Velho, um livro que me surpreendeu muito, positivamente. Embora a "chamada" seja para um livro de batalhas em solo alienígena e planetas distantes (e o livro o é), a grande sacada de Scalzi, em minha opinião foi ir além disso. O autor consegue tratar de assuntos extremamente caros à humanidade, o envelhecer, a finitude, a verdadeira substância da nossa consciência ou "alma"... E isto é feito de uma forma comovente, às vezes até engraçada, mas sempre envolvente e original. O leitor começará a se interessar sobretudo pela escrita fluida e perspicaz de Scalzi. Minha torcida é para que a Editora Aleph traga os outros livros que compõem a série.


Livro 05 de 2016

Ler livros de ciência avançada para leigos é algo que sempre está na lista de muitos leitores, mas a pilha de outros títulos sempre prevalece. Assim, tive que me imbuir de uma certa força para encarar O Universo em Suas Mãos de Christophe Galfard. O autor foi aluno de Doutorado de Stephen Hawking, o que dispensa apresentações. O livro inicia-se com uma promessa difícil de ser cumprida, "...Não deixar nenhum leitor pelo meio do caminho". O esforço do autor é Hercúleo para explicar diversas teorias atuais sobre os constituintes da nossa realidade. O resultado é uma obra incrível que faz com que nossa percepção das coisas à nossa volta se altere completamente, ou seja, tudo é muito mais mágico, mas insólito e inexplicável do que parece. A verdade é que no fim, ao que dá a entender, são os autores de Histórias em Quadrinhos é que estavam certos ao inventarem realidades paralelas e viagens pelo tempo e espaço!!!

Livro 06 de 2016

Meu ano se encerra em companhia de um garoto especial, autista, na verdade incluído dentro deste espectro como portador da Síndrome de Asperger. O Menino que Desenhava Monstros localiza a história dentro de um ambiente isolado, uma casa à beira mar na costa do Maine nos EUA. Uma ilha com várias casas de verão vazias esperando o inverno passar para receber seus ocupantes no verão seguinte. Ali vive a família Keenam, o pai zelador das casas de veraneio, a mãe tentando continuar amando seu filho cada vez mais distante em sua mente e cada vez mais imbuído de ideias estranhas. O cenário parece já muito usado e também lembra O Iluminado, eu sei... Mas o autor, Keith Donohue constrói a história de maneira a juntar o estilo de dois autores em uma obra só, Stephen King e Neil Gaiman!! A delicadeza da narrativa e a descrição do universo interior das personagens fazem toda a diferença.

Bem amigos... Esta foi minha jornada em 2016. Leituras que me levaram para longe... longe... longe... E você? Por andou em 2016? Que Mundos ou Universos visitou?...

4 comentários:

  1. Excelente post!
    Feliz Natal e um próspero ano novo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado amigo!!!

      E que venha um grande 2017 para todos nós!!

      Gde. Abc.

      Marcelo

      Excluir
  2. Feliz Natal! Tudo de bom! E que gafe a minha na tua postagem do Facebook... Vindo aqui, agora, eu descobri do que se tratava aquela postagem lá. Um abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado Fabiano!!

      Aproveito para desejar-lhe uma boa passagem de ano... Que 2017 traga muitas coisas boas para você!

      Muita saúde, paz e também amor...

      Um grande abraço do amigo Marcelo!!

      Excluir