domingo, 29 de dezembro de 2013

Destaques 2013 - Parte II


O 2º Semestre de 2013 foi excelente e conseguiu superar os lançamentos da primeira metade do ano comentados aqui há alguns dias. De julho à dezembro vimos chegar às bancas e livrarias HQs esperadas há muito. Na segunda parte desta matéria veremos o que rolou de melhor (em minha opinião) no mundo das HQs, filmes e livros relacionados ao tema.

Quadrinhos

O relançamento Asilo Arkham - Uma Séria Casa em um Sério Mundo foi um relançamento que chegou no 1º semestre e que eu havia esquecido de mencionar na última matéria. Obra seminal que ajudou a moldar a forma como a 9ª Arte seria tratada nas décadas seguintes. Oportunidade única para colecionadores completar sua coleção gastando pouco. Roteiro de Grant Marrison e arte do lendário Dave McKean. Excelente! Acho até que Imprescindível!


Ultimate Homem-Aranha - Poder & Responsabilidade foi outro encadernado da série proposta pela Panini que trata de relançar arcos de histórias mais contemporâneas e interessantes do Amigão da Vizinhança. Roteiro de Bill Jemas e Brian Michael Bendis, arte de Mark Bagley.  Bom.


Agosto de 2013 foi um mês ótimo para todos nós. Um dos encadernados mais esperados por todos nos últimos anos chegava à bancas e livrarias: Justiça (Edição Definitiva), roteiro de Jim Krueger e arte de Alex Ross e Doug Braithwaite. Alex Ross se tornou um símbolo de desenhos realistas e, acima de tudo, que retratam Super-heróis de forma tão contundente que podemos jurar que estamos diante de uma reprodução de uma cena real. Nessa obra a arte de Ross está madura e forte. Afora o excelente roteiro e desenhos Justiça traz, assim como outros trabalhos de Ross, várias homenagens e referências espalhadas pela obra. O tipo de encadernado que sempre traz algo novo ao ser visitado. Excelente!


Outro grande lançamento de agosto foi a chegada da Coleção de Graphic Novels Marvel da Editora Salvat. Tendo feito muito sucesso lá fora, havia uma promessa dessa coleção chegar aqui e, após um lançamento-teste em apenas algumas localidades do Brasil no 1º semestre desse ano, em agosto ela foi lançada definitivamente em algumas cidades. A Coleção traz sagas que ajudaram a moldar o Univderso Marvel atual e, portanto, necessárias à todos colecionador. O preço agradou (R$ 29,90) e os encadernados tem capa-dura e vêm com diversos extras. Pontos baixos são: 1º o fato da Editora Salvat não ter disponibilizado um serviço de assinaturas para atender as localidades em que a coleção não saiu e 2º, recentemente ter-se descoberto que a imagem formada a partir da lombada dos encadernados possui algumas discrepâncias de ajuste no desenho. De qualquer forma um grande destaque desse ano. Excelente!

 Lançamentos até aqui.

 
 
































































Uma iniciativa genial, e que merece destaque em minha opinião, foram doi encadernados da Editora Pixel Media que trazem histórias de dois personagens clássicos da Era de Ouro dos Quadrinhos. Ambos criação de Lee Falk. Em O Fantasma - Os Piratas do Céu, A Saga Completa (Arte de Ray Moore) temos o arco completo de uma saga que saiu originalmente em "Tiras" entre 1936 e 1937. Excelente pelo seu valor histórico! O 2º encadernado intitula-se Mandrake - O Mágico: O Mundo do Espelho e Outras Histórias (Arte de Phill e Martha Davis). São histórias do famoso mágico publicadas entre 1964 e 1965. Excelente também!


Outro relançamento imperdível foi a minissérie encadernada Os Livros da Magia (Roteiro de Neil Gaiman e desenhos de John Bolton, Scott Hamptom, Charles Vess e Paul Johnson). História de uma garoto (Tim Hunter) que é procurado pelos senhores místicos da DC para se tornar o próximo mago supremo do universo. A história foi originalmente lançada em 1990, portanto antes do mago adolescente Harry Porter ter chegado às livrarias. Um caso que até hoje pareceu um grande plágio da escritora J.K. Rowling. Os Livros da Magia é obra Imprescindível à todo e qualquer leitor.


Batman: Arquivo de Casos Inexplicáveis foi um lançamento pelo qual ninguém fora anteriormente comunicado. Porém eu achei ótimo em função do seu valor histórico. Grant Morrison, escritor de recentes histórias do Batman foi polêmico e inovador em alguns roteiros e se utilizou de diversos elementos da mitologia do Homem Morcego. Essa compilação traz histórias que inspiraram Grant Morrison na construção do seu Batman. São aventuras de décadas atrás. Uma época em que o "Código dos Quadrinhos" (Legislação que operava nos EUA e que impunha uma abordagem mais infantil aos persoangens) estava em vigor. Por isso deve ser lida sob esse prisma, daí o "non-sense" e os roteiros até estapafúrdios dessas histórias. Roteiros e desenhos de grandes artistas como Bill Finger e Sheldon Moldoff. Em minha opinião vale conferir. Muito Bom!


A Coleção Histórica Marvel retornou esse ano após o sucesso em 2012 da Coleção Histórica Marvel - Os Vingadores. Agora, no entanto foi a vez das histórias clássicas do Homem-Aranha. Excelente material para todos que conheceram essas aventuras antes ou então estavam sedentos para ver o Aranha sob a batuta dos Mestres Stan Lee (Roteiro), Steve Ditko e John Romita (Desenhos). O acabamento e o preço continuam excelentes. Além disso, a bela capa para guardar os 04 volumes foi mantida. 

Volume 01 - Homem-Aranha & Duende Verde
Volume 02 - Homem-Aranha & Dr. Octopus






















Volume 03 - Homem-Aranha vs Lagarto
Volume 04 - Homem-Aranha vs Vários






















O Sombra - O Fogo da Criação foi para mim (amante dos heróis dos Pulps) um aguardado lançamento que chegou às bancas em outubro último. O encadernado traz histórias recentes, porém ainda ambientadas nos anos 30, do obscuro personagem, um Indiana Jones mais soturno, sobrenatural e misterioso. O roteiro é do aclamado Garth Ennis e os desenhos ficam a cargo de Aaron Campbell. A arte das capas são de Alex Ross, portanto dispensa comentários. Muito Bom!


Esse semestre vimos chegar o último encadernado da saga, ou melhor, da epopeia de Jim Krueger: Paraíso X. O volume (um tijolão) fecha a história que se iniciou em Terra X (1º encadernado - 2009) e se prolongou através de Universo X (2º encadernado - 2012). Em um futuro distópico é mostrado o fim do Universo Marvel. Heróis mais velhos e cansados interagem com um mundo muito diferente do atual. A série dividiu opiniões, pois em muitos momentos intercala a narrativa gráfica com textos que servem para aprofundar o leitor no drama que se desenrola. Eu gostei e recomendo. A arte conceitual e das capas é de Alex Ross. Muito Bom!


O ponto alto do semestre foi o relançamento da Edição Definitiva de Reino do Amanhã, obra máxima de Alex Ross (Arte) e Mark Waid (Roteiro). Reino do Amanhã é o ápice, em minha opinião, da essência do ideal super-heróico. A arte de Ross tem aqui seu clímax criativo e no formato em que essa edição foi lançada é possível identificar detalhes nas imagens de fundo anteriormente não observadas. Há muito significado nelas. Além é claro do texto de Waid que é excelente, os desenhos falam por si e revelam histórias dentro da história. O encadernado inclui extras sensacionais e inéditos. Excelente é pouco, eu diria que Reino do Amanhã é Imprescindível!


O mês de novembro se desenrolou trazendo uma enxurrada de relançamentos que vale a pena destacar. Em 1º lugar o relançamento de A Piada Mortal. Se você nunca ouviu falar desta história de 1988 você deve reconfigurar urgente seu radar quadrinístico, pois é uma das histórias mais importantes do Batman, roteirizada por Alan Moore com desenhos de Brian Bolland. O encadernado, em capa dura e bom acabamento, traz novamente a origem da conflituosa relação entre O Cruzado Encapuzado e seu emblemático e eterno inimigo, O Coringa. Excelente!


Ainda dentro do Universo do Morcego, não podemos deixar passar o relançamento de Batman - Ano Um. História que reconfigurou a mitologia do Batman nos anos 80, tornando-o novamente relevante para a cultura pop depois de décadas sendo visto como peça de antigas e despretensiosas histórias. Roteiro de Frank Miller e desenhos de David Mazzucchelli. A origem definitiva do Batman. Excelente!


O defensor de Gotham ainda teve dois outros encadernados lançados com histórias antigas e relevantes. O Que Aconteceu ao Cavaleiro das Trevas? e Batman e Filho merecem destaque pelos seus roteiristas, Neil Gaiman e Grant Morrison, respectivamente. Na 1ª temos um exercício de imaginação semelhante ao visto em O Que Aconteceu ao Homem de Aço?, ou seja, o ocaso do Homem Morcego. Muito Bom! O 2º traz o arco de histórias que apresenta o filho de Bruce Wayne, o irascível Damian. Importante arco da fase mais recente do personagem. Bom!



Da parte da Marvel tenho que destacar o relançamento do já lendário arco Guerra Civil, uma das histórias mais importantes da década passada. Guerra Civil foi sucesso impressionante ao colocar heróis contra heróis em função da Lei de Registro de Super-humanos junto ao governo americano. Capitão América e Homem de Ferro cara a cara como inimigos. Roteiro de Mark Millar e arte de Steven McNiven. Se você não comprou da 1ª vez é sua chance! Excelente!


Na esteira do relançamento de Guerra Civil, chegou também às bancas o encadernado Novos Vingadores: Guerra Civil. O volume trata da tentativa dos Novos Vingadores em deter um Magneto mais poderoso em função dos eventos do arco Dinastia M, além de tratar das repercussões da divisão da comunidade super-heróica vista em Guerra Civil. Bom.


Outro relançamento da Marvel foi a elogiadíssima série do Universo Ultimate Os Supremos. Relançados em novembro e dezembro de 2013, respectivamente, Os Supremos Vol. 01 e 02 possui roteiro de Mark Millar e arte de Brian Hitch. Uma visão alternativa dos Vingadores que trouxe muitos antigos leitores de volta à ativa à época do seu lançamento em 2002. Muito Bom!



Como bem lembrado por amigos aqui no Blog, não poderia deixar de acrescentar Planetary. Obra que a Panini lança a partir do volume 01 e nos dá a oportunidade de conhecer esse excelente trabalho de Warren Ellis (roteiro) e John Cassaday (arte). A série foi lançada em 1999, uma época em que os desenhos das HQs era robustos, porém os roteiros fraquíssimos. Planetary foi, na época uma grande exceção, e conta histórias de um trio de pessoas muito atípico em sua busca por mistérios do século XX. Muito Bom!


Filmes

O 2º semestre de 2013 viu chegar às telas um Superman repaginado e atualizado em vários pequenos aspectos. As mudanças foram aprovadas porque não alteraram a essência do personagem. Achei Superman - O Homem de Aço um filme bom, que acertou sobretudo ao dramatizar na medida certa o crescimento pessoal de Clark Kent/Kal-El, demonstrando que não adianta ter poderes, o que vale mesmo é ter valores. Outro feito do filme foi conseguir uma bilheteria consistente que abriu caminho para o Universo DC nas telas. Bom!


Outro destaque da 7ª arte foi Wolverine - Imortal. Depois de um filme fraco há alguns anos, o Carcaju volta a mostrar sua força na telona. Gostei do filme e achei a história interessante. Destaque para a língua e cultura japonesas que são mostradas com respeito no desenrolar da trama. Bom!


Dou destaque também à Thor 2 - O Mundo Sombrio. O filme traz a aura mítica dos personagens e Tom Hiddelston como Loki está ótimo, chegando a roubar várias cenas do filme com sua eterna dualidade e duplicidade. Chris Hemsworth não decepciona também como Thor e se consolida como bom ator. Bom!


O Hobbit 2 - A Desolação de Smaug estreou recentemente e eu ainda não consegui vê-lo. No entanto, vale sua menção aqui pela importância que o Universo de Tolkien tem para todos os nerds no mundo. Pelo que já li, no entanto de alguns admiradores da Terra Média o filme é bom e não decepciona.


Livros

Wayne de Gotham parece ser um livro que à semelhança de Os Últimos Dias de Krypton (comentado aqui), tenta trazer uma narrativa diferente dos personagens que conquistaram as páginas das HQs. Um lançamento que me chamou atenção e espero lê-lo em breve.


Para os estudiosos e amantes da história das Histórias em Quadrinhos dois lançamentos abrilhantaram o semestre. O 1º deles é Marvel Comics - A História Secreta, de Sean Howe. O livro já foi elogiado por sua imparcialidade e relata os bastidores da indústria dos quadrinhos. Mais especificamente os meandros da Marvel e a relação hora conflituosa, hora amigável de muitos de seus ícones. Excelente material para estudiosos e leitores de HQs. Recomendo!


Ainda dentro da temática "História" tivemos o lançamento de uma biografia de um ícone dos quadrinhos, ninguém menos que Will Eisner. Grande destaque!


Por fim, para os amantes da Ficção Científica de qualidade gostaria de lembrar que a Editora Aleph lançou uma pérola que há muito era aguardada: 2001 - Uma Odisseia no Espaço. O livro surpreende pelo acabamento inteligente ao se assemelhar à um Monolito. O exemplar traz o romance/roteiro de Arthur C. Clarke, bem como o conto que lhe deu origem (A Sentinela), usado por Stanley Kubrik construir sua obra-prima cinematográfica. Eu tinha o livro em português de Portugal, comprado há muito tempo por não ter edição nacional. Agora temos. Uma obra Imprescindível!


Bom amigos, como disse anteriormente, as obras destacadas aqui fazem parte do meu gosto pessoal. Achei 2013 um dos anos mais profícuos quanto à variedade e opções de obras. O destaque realmente foram os relançamentos. Na sequencia desta matéria espero trazer os destaques do colecionismo. Deixo aqui meu abraço à todos vocês!!

15 comentários:

  1. Nunca vi nenhum álbum da coleção Salvat nem esses especiais da Pixel. A Pixel/Ediouro é boa para entupir as bancas com seus formatinhos. Mas não está nem aí para os leitores quando limita o acesso a essas HQs excelentes.
    Também gostei bastante da Arquivo de Casos Inexplicáveis e não compreendo porque algumas pessoas desceram tanto a lenha.
    Quanto a 2001 - Uma Odisseia no Espaço, sem palavras. Comprei, li bem lido e resenhei. Grande lançamento do ano.
    Abraços, Marcelo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Kleiton! Blz!?

      Olha... Esse lançamento da Salvat me deixou bem bravo quando ela lançou de forma setorizada e nem dava informações a respeito. Você deve lembrar daquela matéria que fiz desabafando. Você comentou nela. Coloco-me no seu lugar que não está vendo esses lançamentos em sua cidade. As editoras ainda não perceberam o potencial do mercado de coisas assim. Isso dá nos nervos. Não deveriam lançar uma coleção dessas sem um serviço de assinatura. Quanto a Pixel eu não sabia que tais encadernados não tinham sido lançados de forma ampla. Uma falha mesmo! Achei que haviam lançado de forma mais ampla. Mas cara... Quando quiser algum encadernado me avise que tento pegar para vc aqui.

      Lançamentos como "Arquivos de Casos Inexplicáveis" precisam ser lidos de forma contextualizada. Quem lê de forma despretensiosa perde de conhecer um bom material à fundo.

      "2001..." eu lembro quando vc comentou no teu Blog. Dispensa comentários esse lançamento!

      Um grande lançamento mesmo!

      Abção Kleiton!

      Marcelo.

      Excluir
    2. Marcelo,

      "Quanto a Pixel eu não sabia que tais encadernados não tinham sido lançados de forma ampla."

      Em alguns sites dedicados mais a HQs infantis (Disney, TM, Luluzinha) as pessoas comentam bastante sobre esse problema de distribuição. Pelos comentários, notei que apenas em poucas Cidades privilegiadíssimas estas edições chegaram.

      "Quando quiser algum encadernado me avise que tento pegar para vc aqui."

      Agradeço, claro. Mas sabe o que vou fazer quanto a essas edições? Nada. Esforço algum. Como diz minha mãe: "Não é remédio". Posso passar sem. Se chegar, um dia, por aqui, comprarei. Faço isso porque me recuso a correr atrás desses gibis, quando a própria editora e sua distribuidora não têm interesse em facilitar o acesso. Aliás, o que não nos faltam são opções de leitura (quase não damos conta).

      Quanto a Salvat, tb me pergunto a razão de não oferecerem venda "on line" dessa coleção magnífica. Venderia como banana em meio de feira. Vai entender o que se passa pela cabeça desses caras.

      Abraços!

      Excluir
    3. Oi Kleiton...

      Entendo sua posição sobre não fazer nada em relação à compra dessas HQs, e acho louvável, pois não se deixa atingir por ímpetos consumistas. Essa deveria ser a atitude do Brasileiro em geral que acaba pagando caro em um produto não necessariamente porque ele vale aquilo, mas porque a empresa sabe que o Brasileiro pagará o que ela colocar de preço e que ele (o consumidor) buscará o produto onde ele estiver. Esses dias mesmo eu conversava com meu primo que é engenheiro de uma montadora de veículos famosa e ele me disse exatamente isso. Eles colocam o preço alto no carros simplesmente porque sabem que o consumidor pagará! Que lógica é essa!?

      Quanto à Salvat a comparação é essa mesmo. Venderia igual banana na feira! rs rs

      Abcs!!

      Marcelo.

      Excluir
  2. Muito boa essa sua matéria e eu comprei muita coisa do que vc listou, mas o tempo para ler é que está escasso, mais eu chego lá. rs rs rs Mas Marcelo um grande abraço e um feliz ano novo para vc e toda sua família e que vc continue nos brindando com esse blog excelente. Abração.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Marcílio! Tudo bem amigo!?

      Estava sentindo falta dos teus comentários aqui! rs rs. Poxa, valeu pelo elogio! Fico feliz que tenha gostado do andamento do Blog! Valeu mesmo!

      Quero desejar à você e a sua família uma boa passagem de ano e um 2014 pleno de muita paz, saúde e amizades!

      Tudo de bom mesmo!!

      P.S. Te adicionei lá na nova página. Ok!?

      Abcs!

      Marcelo

      Excluir
    2. Ok Marcelo, vou aceitar e dá uma olhada lá na página. abraços.

      Excluir
    3. Legal Marcílio...

      Gde. Abc!!

      Marcelo.

      Excluir
  3. Marceloo tudo jóia!

    Post impecável! Os pontos altos foram os parágrafos reservados para Alex Ross!!!
    Piada Mortal e Ano um também foram ótimos!!
    A dica que você comentou sobre Arquivos de casos inexplicáveis foi muito oportuna, as pessoas criticam esta obra por não efetuarem uma leitura contextualizada.

    Estou com muita vontade de comprar a coleção de Os Supremos (1, 2 e 3). Pelo que sei SALVAT vai disponibilizar apenas o 1 (sendo que a primeira parte já foi publicada... não sei então se compro o 1, 2 e 3 ou apenas o 2 e 3.. Na verdade tenho ficado um pouco distante das publicações da Marvel, por estar seguindo a coleção SALVAT..

    No mais é isso aí! Um Feliz Ano Novo pra você e toda sua família! Muita paz e muito sucesso para 2014!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Denis! Tudo bem!?

      Valeu pelo comentário! Legal que tenha gostado da seleção. Como são opiniões pessoais a gente sabe que divergências podem acontecer, mas fico feliz que você compartilhe também.

      Cara... Pra mim Alex Ross é sem dúvida nenhuma uma "lenda" viva da arte dos quadrinhos. Não tem como não gostar, não é mesmo!? Quando estou lendo uma HQ dele fico até com pena de avançar na leitura porque quando viro a página sempre fico com impressão de que não absorvi plenamente o que ele quis retratar na página. Ou seja, fico com a sensação de que deixei passar coisas e diálogos subentendidos. Fantástico mesmo.

      Então... A dica sobre "Arquivos de Casos Inexplicáveis" eu estendo inclusive à outras publicações, como por exemplo à "Batman: Crônicas", "Superman: Crônicas", e aos recentes encadernados lançados pela Pixel Media "O Fantasma" e "Mandrake" (que comentei nessa matéria). São HQs cheias de valor histórico e a gente tem que ler com esse filtro do "tempo" mesmo.

      Puxa Denis... Quanto aos Supremos eu diria que a edição da Panini (que mostro aqui nessa matéria) é bem completa e tem até um página que se abre em um grande poster, porém a história desse Supremos Vol. 01 da Panini e o lançado pela Salvat é a mesma mesmo. Ou seja, só muda o preço. E muda bastante, pois o vol. da panini é bem mais caro!

      Então... Você verá que te adicionei num grupo do qual faço parte no face junto com alguns amigos e no qual debatemos assuntos ligados à coleções! Espero que goste e aceite participar.

      Abcs!!

      Marcelo.

      Excluir
    2. Bom dia Marcelo!!
      Aceitei o convite! Gostei muito da Confraria, por hora estou apenas aprendendo com os comentários dos mais experientes, em breve quero contribuir também!

      Toda vez que comento sobre a coleção SALVAT você falava da edição da Queda de Murdock! E eu nunca ficava entusiasmado, primeiro, por que na minha ignorância eu nem sabia quem era Murdock!!! Segundo, por que o único contato que tive com o personagem demolidor foi com o filme, não empolgante, do BenAfleck...

      Acabei de ler a edição da coleção que trás essa história!
      Estou muito surpreso!!!! A história é muito boa! Além disso descobri quem é Murdock!! rsrsrs. Gostei da trama e da maneira que os personagens foram envolvidos na história. A trama e a construção, na minha opinião, se assemelha com a última caçada de Kraven. Ou seja, os desenhos e a pintura mais antiga, não diminui em nada o brilhante exemplar!

      Abraços,

      Denis

      Excluir
    3. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    4. Oi Denis!

      Fico contente que tenha gostado da confraria. Suas contribuições serão bem vindas também.

      Quanto à "Queda de Murdock" achei bem legal que tenha entrado em contato com esse arco! É uma grande história de redenção. O Demolidor foi literalmente resgatado de seu limbo editorial com essa passagem de Frank Miller pelo título. Esse encadernado é uma grande oportunidade de se ter esse material incrível por um preço muito bom! É... Murdock é o Demolidor! rs rs

      Valeu Denis... Sempre que tiver uma opinião ou dica, dê uma passadinha aqui para compartilhar.

      Grande abraço!

      Marcelo.

      Excluir
  4. Deixei um comentário tão grande aqui, mas na hora de enviar ele simplesmente sumiu!!!

    Bom... Marcelo, excelente postagem a tua! Já tinha sacado que deste 2007, mais ou menos, este ano de 2013 - para os quadrinhos - foi um dos melhores, mas você com sua postagem acabou mostrando mesmo onde foi bom. Show!

    Desta parte de sua postagem, o que eu tenho comigo são os encadernados do Aracnídeo. Os outros encadernados eu não peguei por falta de dinheiro e oportunidade. Mas penso que haverá momento certo pra isso. Vou deixar a vida rolar.

    Quanto aos filmes, ainda não vi o novo do Superman e nem do Wolverine. Vi hoje o antigo X-MEN Origens: Wolverine. Achei ele muito bom! Não sei o que uma pessoa que realmente é fã do personagem acharia da história, mas eu, como leigo, achei bem bacana e crível com as características do personagem e também os outros que deram sua "ponta" ao seu lado.

    Ando meio cansado dos filmes de super-heróis que só focam em recontar origens. Assisto apenas quando rolar oportunidade, pois não fico nenhum pouco a fim de correr atrás. Ainda não vi Thor 1, nem Homem de Ferro 2 e 3, nem o novo do Homem-Aranha, nem o já antigo X-Men Primeira Classe eu vi. O único que vi foi o último do Batman. Mas, tão logo pintar a oportunidade, verei alguns desses.

    Abraços. Mais uma vez, parabéns pela postagem! Ficou muito boa!

    Feliz 2014, com muita paz, alegria, saúde, sucesso em seus empreendimentos e com muito Deus na nossa vida.

    Tudo de bom, Marcelo!

    Fabiano Caldeira.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Fabiano... Blz!?

      Esse negócio de sumir comentários é uma coisa muito chata mesmo!! Já aconteceu comigo também! : /

      Valeu pelo comentário e elogio Fabiano! Cara... Os filmes têm sido bons. Wolverine Origens eu achei um dos mais fracos dentre eles. Porém, é legal ouvir sua opinião porque isso mostra o quanto fãs podem ser chatos e muitas vezes minam as obras.

      Conforme tiver a oportunidade de pegar algum encadernado me avise para conversarmos sobre ele. ok? O mesmo em relação aos filmes. Acho que vc gostará sobretudo de X-Men: First Class. Eles realmente acertaram nesse filme.

      Reafirmo também meus votos de um ótimo 2014 Fabiano! Tudo de bom pra vc, seus amigos e familiares!!

      Obrigado mesmo pela presença e amizade!

      Marcelo.

      Excluir